Que nosso Natal seja repleto de Paz e Luz e que o Ano de 2015 seja muito Abençoado!

Que nosso Natal seja repleto de Paz e Luz e que o Ano de 2015 seja muito Abençoado!

CATEQ./adultos

OBJETIVOS DA CATEQUESE: - Anunciar Jesus, uma pessoa viva, levando o catequizando ao desejo de converter-se e aderir a Cristo, amadurecer e crescer na fé segundo a vontade e os projetos de Deus.

O QUE É CATEQUESE: - Catequese é fazer ecoar o que vem do alto. A catequese tem o propósito de instruir, informar, transmitir, ensinar de viva voz; portanto : "Catequese é um processo dinâmico e abrangente da educação da fé, da doutrina cristã, a fim de iniciar na plenitude da vida cristã e ajuda as pessoas a se encontrarem com cristo e a caminhar com Ele. Catequese é o aprofundamento da fé daqueles que já se converteram, mas sentem necessidade de conhecer mais detalhadamente a pessoa e os ensinamentos de Jesus". Ela busca sempre unir fé e vida, ajudando as pessoas a crescer segundo a vontade e os projetos de Deus. Portanto, catequese não é um curso que tem fim. Devemos, cada vez mais, buscar conhecimentos ligados à nossa Igreja Católica. Entramos para a catequese para conhecer e amar Jesus.

Sugestão  para trabalhar o tema “A criação do mundo”.
(Introduzir o tema nos encontros sobre a campanha da fraternidade de 2011).

Para trabalhar este tema, o catequista precisa ler e conhecer Gênesis 1; 2, 1- 4a.

Objetivo: Mostrar a perfeição da Obra de Deus, comparando-a com a nossa realidade (questão ambiental, guerras, etc...).
Atrelado a este objetivo, o catequista pode se voltar para a nossa realidade, destacando o oposto da Criação: A destruição do meio ambiente promovida pelo ser humano. Neste contexto, mostrar que é nossa obrigação cuidar muito bem do planeta, pois se trata de um “presente” de Deus para nós.
Sugestão de músicas:
-Hino da campanha da fraternidade 2011
-Planeta água: Guilherme Arantes.

Os jovens são capazes de refletir a partir de algumas questões:
• A sociedade em que vivemos está coerente com o mundo criado por Deus? Porque?
• O que podemos fazer hoje para que a realidade em que estamos inseridos se aproxime do “Plano Divino”?
(estas questões podem ser divididas em grupo e transformada em encenações pelos jovens)

 A ambientação pode proporcionar momentos bastante interessantes no grupo: O catequista pode ornamentar o ambiente com uma vela (fogo e luz), água, plantas, terra, Bíblia, entre outros símbolos. Cada elemento desse representará uma parte da natureza, além da Palavra de Deus. A leitura do texto abaixo de Bhia Tabert é interessante para provocar no grupo um momento de reflexão.

 Esperança Urgente
(Bhia Tabert)
Vai raiar o dia em que a terra não derramará mais lágrimas de dor pungente
Mas de felicidade abundante para fazê-la mais fértil
Berço da diversidade, rica na simplicidade.
Vai raiar o dia em que os filhos da Terra serão livres e saberão cuidar do que realmente é necessário.
E que a vida não será mais mercadoria aos olhos dos homens e mulheres
Vai raiar o dia em que todos terão onde viver, pois não haverá mais cercas nem fronteiras;
E não existirão áreas de preservação, pois toda a vida será respeitada e preservada simplesmente por ser vida.
Vai raiar o dia em que a Terra será Terra.

CATEQUESE PARA ADULTOS DA PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE IGARATINGA

CATEQUISTAS: Helso e Ivani
ANO: 2010

Índice:
  1. Quaresma/ quarta feira de cinzas
  2. Aprofundando os conhecimentos sobre o tempo quaresmal.
  3. Quem é Jesus?
  4. Ação e ensino de Jesus.
  5. Quem é Deus?
  6. O Espírito Santo e o mistério da Santíssima Trindade.
  7. Fé e oração na vida do cristão.
  8. Páscoa- A festa da Ressurreição.
  9. Os mandamentos da lei de Deus.
  10. Sacramentos.
  11. Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe.
  12. O sacramento do Batismo.
  13. O sacramento da Penitência ou confissão.
  14. O Sacramento da Eucaristia.
  15. O Sacramento da Crisma.
  16. Os apóstolos de Jesus.
  17. Como nasceu a igreja de Cristo?
  18. Igreja: Una, Santa, Católica e Apostólica.
  19. Igreja: Objetos e símbolos litúrgicos.
  20. Igreja: A comunidade se reúne para celebrar.
  21. Ano litúrgico.
  22. Setembro- mês da Bíblia.
  23. "Quem foram os autores dos livros da Bíblia?"
  24. Abraão- Homem de fé.
  25. Aliança.
  26. Ação política e pastoral da igreja.
  27. O Espírito da verdade.
  28. Os frutos do Espírito Santo.
  29. Ritos do Sacramento da Crisma ou Confirmação.
  30. Cantos e mensagem final.
 1º Encontro 13-02-2010

QUARESMA / Quarta-feira de cinzas
Quarta-feira de cinzas é o dia do retorno das festas de carnaval, da volta para casa, ao trabalho e ao ritmo normal. A Igreja Católica abre neste dia o tempo da Quaresma, quarenta dias de preparação para a Páscoa, chamando à penitência, ao arrependimento e à reflexão sobre a mortalidade das criaturas.
O fim da existência terrena, a consciência da fragilidade humana será simbolizada na cinza. “Lembra-te que és pó e ao pó voltarás”, diz a Bíblia Sagrada. O padre, durante a imposição das cinzas sobre as cabeças dos fiéis diz: “convertei-vos e credes no Evangelho”, lembrando que ainda é tempo de voltar-se para Deus.
Neste dia também é lançada em todo Brasil a Campanha da Fraternidade, que este ano traz o tema: Economia e Vida e o lema: “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” (Mt 6,24c).

RESPONDA:
a) O que significa quaresma?
 b) O que simboliza as cinzas?

 2- Compromisso da semana
-Participar da celebração de 4ª feira de cinzas.
Horários: 8h e 19h30min.

 3- Mensagem

O ALPINISTA

Esta é a história de um alpinista que sempre buscava superar mais e mais desafios.
Ele resolveu, depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua. Mas ele queria a glória somente para ele, e resolveu escalar sozinho, sem nenhum companheiro e que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade.
Ele logo começou a subir e foi ficando cada vez tarde, porém ele se havia preparado para acampar, resolveu seguir escalada, dedicado a atingir o topo. Escureceu, e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha, e não era possível mais enxergar um palmo à frente do nariz, não se via absolutamente nada. Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia lua, e as estrelas estavam por detrás das nuvens.
Subindo por uma “parede”, e apenas 100m do topo, ele escorregou e caiu... Caiu a uma velocidade vertiginosa, somente conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápido na mesma escuridão, e sentia a terrível sensação de ser sugado pela força da gravidade. Ele continuava caindo e, nesses angustiantes momentos, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele havia vivido em sua vida. De repente, ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade... Shack! Como todo alpinista experiente, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura. Nesses momentos de silêncio, suspenso pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar:
- Ó, MEU DEUS, ME AJUDE!
De repente, uma voz grave e profunda vinda do céu respondeu:
- QUE QUERES DE MIM, MEU FILHO?
– Me salve Meu Deus, por favor!
- REALMENTE ACREDITAS QUE POSSA TE SALVAR?
– Eu tenho certeza, meu Deus!
- ENTÃO CORTE A CORDA QUE TE MANTÉM PENDURADO....Houve um momento de silêncio e reflexão. O homem se agarrou mais ainda à corda. Conta o pessoal do resgate que no outro dia encontrou um alpinista congelado, morto, agarrado com força, com as duas mãos a uma corda... A tão somente dois metros do chão...
E VOCÊ? Está segurando firmemente sua corda? PORQUE VOCÊ NÃO SOLTA? Pense nisso!

 REFLETIR SOBRE A MENSAGEM: Falar sobre coisas que muitas vezes nos impedem de seguir o caminho de Deus como se estivéssemos presos a uma corda. Ex: televisão, vícios, comodismo...
A decisão de participar da catequese significa soltar a corda, ou seja, "confiar em Deus e seguir seus ensinamentos".

2º Encontro 20-02-2010

 1. Aprofundando os conhecimentos sobre o tempo quaresmal.

A palavra Quaresma é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecede a festa ápice do cristianismo: a Ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa.
Na Quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas e termina na quarta-feira da Semana Santa, os católicos realizam a preparação para a Páscoa.
Essencialmente, o período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa.
Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo.
A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência.

 2. O que os cristãos devem fazer no tempo de Quaresma?

 A Igreja católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na quarta-feira de cinzas, três grandes linhas de ação: a oração, a penitência e a caridade. Não somente durante a Quaresma, mas em todos os dias de sua vida, o cristão deve buscar o Reino de Deus, ou seja, lutar para que exista justiça, a paz e o amor em toda a humanidade. Os cristãos devem então recolher-se para a reflexão para se aproximar de Deus.

 3. O que é a Campanha da Fraternidade?

O percurso da Quaresma é acompanhado pela realização da Campanha da Fraternidade – a maior campanha de solidariedade do mundo cristão. Cada ano é contemplado um tema urgente e necessário.
A Campanha da Fraternidade é uma atividade ampla de evangelização que ajuda os cristãos e as pessoas de boa vontade a concretizarem, na prática, a transformação da sociedade a partir de um problema específico, que exige a participação de todos na sua solução.
Seus objetivos permanentes são: despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo os cristãos na busca do bem comum; educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor. Renovar a consciência da responsabilidade de todos na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária.
A campanha da fraternidade deste ano traz o tema: “Economia e Vida” e o lema "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro" (Mt 6,24). O objetivo da campanha é unir as igrejas e, principalmente, a sociedade, na promoção de uma economia a serviço da vida, sem exclusão, criando uma cultura de solidariedade e paz. "Será um tema polêmico, mas o próprio Jesus combatia a exaltação ao dinheiro". Segundo o padre Egídio de Carvalho Neto, “o papel da igreja não é de comprar briga com quem tem dinheiro, mas apenas mostrar que os bens são passageiros.”.

 a) Quais são as principais ações que o cristão deve praticar durante o tempo da quaresma?
R:________________,____________________,______________________.

Meditando a oração do Pai-Nosso

 Como posso dizer PAI-NOSSO...
Se não vejo todas as pessoas como meus verdadeiros irmãos.
Se eu penso somente em mim, não posso dizer Pai Nosso.
Tenho olhado todas as pessoas como meus verdadeiros irmãos? Até mesmo aqueles que me prejudicam? Ou só penso em mim?
Como posso dizer QUE ESTAIS NO CÉU...
Se eu não acredito na vida eterna!
Se eu não acredito que Jesus está verdadeiramente vivo!
Tenho dado exemplos principalmente para meus filhos que realmente acredito na vida eterna e que Jesus está verdadeiramente vivo? Ou tenho me acomodado? Tenho esquecido que deixar de participar da Santa Missa para fazer qualquer outra coisa é negar que Jesus está vivo.
Como posso dizer SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME...
Se não procuro santificar a minha vida!
Se não procuro santificar a mim mesmo.
Tenho procurado santificar a minha vida? Tenho procurado santificar a vida de todos aqueles que convivem comigo? Tenho procurado santificar a minha família, minha esposa ou meu marido, meus filhos...? Ou tenho achado mais fácil me acomodar?
Como posso dizer VENHA A NÓS O VOSSO REINO...
Se só penso em ter, mesmo que para isso tenha que passar outras pessoas para traz.
Tenho sido verdadeiramente honesto com todas as pessoas para poder dizer venha a nós o vosso reino? Ou tenho pensado só em ter?
Como posso dizer SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU...
Se na maioria das vezes eu só penso na minha vontade, muitas das vezes sem olhar se estou ou não prejudicando meu irmão. Se eu nunca procuro fazer a vontade de Deus! Como posso dizer que seja feita a sua vontade?
Tenho procurado fazer de minha vida a vontade de Deus? Tenho sido humilde e realmente aceitado a vontade de Deus? Ou por qualquer motivo reclamo e às vezes até me revolto?
Como posso dizer O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAÍ HOJE...
Se eu quero o pão de hoje, o pão de amanhã, o pão de daqui um ano, o pão de sempre e ás vezes até o pão de meu irmão.
Tenho agradecido a Deus pelo pão de hoje, para que ele nunca me falte? Ou tenho procurado ganhar o pão de hoje, o pão de amanhã, o pão de daqui um ano ou quem sabe até o pão de sempre! Mesmo que para isso tenha que explorar o meu irmão mais fraco, às vezes até tirando o seu único pedaço de pão. Realmente tenho que pensar melhor quando digo “O pão nosso de cada dia nos daí hoje”.
Como posso dizer PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO...
Se eu não sei perdoar! Se por qualquer motivo eu viro o rosto para meu irmão! Se por qualquer motivo eu fico sem falar com outras pessoas! Muitas das vezes não sei compreender até mesmo meus familiares.
Tenho perdoado a todos que me ofendem, que me magoam...? ou tenho sido um hipócrita em ter coragem de virar para Deus e pedir que Ele me perdoe como eu perdôo? Realmente tenho que prestar mais atenção quando estou rezando.
Como posso dizer NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO...
Se eu não faço a minha parte, se na maioria das vezes eu sempre procuro aquilo que me afasta de Deus e que me leva a pecar.
Tenho feito a minha parte, me afastando de lugares indevidos? Lugares que não serviriam de exemplos para meus filhos, fazendo coisas que um dia possa vir a me arrepender! Quando peço a Deus para não me deixar cair em tentação também tenho que fazer a minha parte e não ir ao encontro dela.
Como posso dizer LIVRAI-NOS DO MAL.
Se eu não fujo do pecado! Se muitas das vezes até vou ao encontro dele!
Tenho procurado fugir de todo tipo de mal, de tudo que leva a pecar? Ou tenho ido ao seu encontro? Tenho ensinado a meus filhos a fugir do pecado? Ou meus exemplos não são tão bons?
Como posso dizer AMÉM se não tenho feito a minha parte?

 Oração
Senhor, que a partir de hoje, que a partir desse momento, eu possa nos meus momentos de oração, refletir mais sobre o que estou falando, pois Senhor eu quero realmente viver a oração que o seu filho nos ensinou. Que eu possa realmente te chamar de Pai, que eu possa Senhor fazer com que todos vejam que estais no céu e que eu santifique a minha vida para poder dizer santificado seja o vosso nome. Eu quero Senhor dizer venha a nós o vosso reino de coração, para que o Senhor reine dentro de mim e em toda minha vida. Para que eu Senhor, possa falar de coração sincero, que seja feita a Tua vontade assim na terra como no céu. Que eu saiba louvar e agradecer todos os dias de minha vida, pelo pão que recebo e também pedir para que ele nunca falte na mesa de nenhum de meus irmãos. Que eu saiba Senhor perdoar o meu irmão de coração, assim como o Senhor nos perdoa, que eu procure sempre me afastar de todo tipo de tentação, para que o Senhor me livre de todo tipo mal.
AMÉM!


 4º Encontro 06-03-2010

Ação e ensino de Jesus.

Além de ensinar com parábolas e pela oração; Jesus ensinava pela ação. Ele ia a todas as aldeias, curava os enfermos e libertava os oprimidos de todo mal e escravidão.
Quase sempre, Jesus curava tocando os doentes. Isso era um escândalo para a época, pois o doente era visto como uma pessoa impura, que pecou e foi castigado por Deus com a doença, e quem tocasse neles, se tornava impuro também. Por isso eles eram marginalizados e excluídos do convívio social.
Jesus inverteu esse pensamento com sua ação salvadora. Tocava os excluídos sem medo, libertando-os da exclusão e do preconceito. Assim, o povo pode perceber como Deus se preocupa com os sofredores e cuida deles com ternura. Essa era a boa notícia que Jesus veio trazer!

 1- Complete:

 • Além de ensinar com ________________e pela _____________; Jesus ensinava pela____________.
• Jesus tocava os excluídos sem ___________, libertando-os da _______________e do ________________.
• Assim, o povo pode perceber como _____________ se preocupa com os ___________________e cuida deles com __________________.

 5º ENCONTRO 13-03-2010

QUEM É DEUS?

Nossas palavras não conseguem dizer tudo o que é Deus, porque Deus ultrapassa os nossos conhecimentos. Falamos de Deus de maneira imperfeita, usando das mesmas palavras que usamos para falar das criaturas.
Dizemos que Deus é “Pai”, mas mesmo assim, não dissemos tudo, pois o nosso conceito de pai é tirado de nossos pais, que em geral têm os seus defeitos. Deus é perfeição absoluta, por isso Ele é:
ONIPRESENTE: Está presente em todos os lugares.
ONIPOTENTE: Que pode tudo.
ONISCIENTE: Que sabe tudo.

 FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA: (Gêneses 1,1-31) e (Lucas 15,1-3,11-32)

 1- Reflita sobre o primeiro trecho e responda: Quem é Deus?
R:_________________________________________

 2- E no segundo trecho? Qual é a imagem que temos de Deus?
R:__________________________________________

 TEXTO DE FUNDAMENTAÇÃO:
O primeiro texto nos mostra que o mundo em que vivemos vem de Deus. Ele é seu criador e senhor. Ele criou e fez evoluir o universo, as plantas, os animais e os homens, para que tudo crescesse segundo sua vontade.
Nesses textos, podemos salientar vários pontos:
• Que existe um único Deus vivo e criador.
• Que Ele fez o homem e a mulher à sua imagem e semelhança e a humanidade é chamada a dominar e a transformar o universo participando da obra da criação.
• Que Deus descansou no sétimo dia do trabalho criador, e que o homem também tem direito ao dia semanal de descanso.
• Que tudo que Deus fez Ele disse que era bom.

 No segundo texto, Jesus conta a parábola do filho pródigo, para nos mostrar o quanto Deus é bom e misericordioso com todos, principalmente com aqueles que se arrependem de seus erros, têm a humildade de pedir perdão e buscam a conversão.
Converter é reconhecer-se pecador e necessitado da misericórdia do Pai. É renascer para uma nova vida e seguir um novo caminho, aquele que leva ao Pai.
O processo de conversão começa com uma tomada de consciência, ou seja, quando nos sentimos totalmente perdidos, “no fundo do poço”, como se sentiu o filho pródigo.
Nesta passagem do Evangelho, podemos destacar três mensagens muito importantes para nossas vidas: A humildade do filho, o perdão do pai e a imperfeição do irmão.
• O filho se arrependeu e teve a humildade de pedir perdão.
• A acolhida do pai mostra não só o perdão, mas também o restabelecimento da dignidade do filho.
• O filho mais velho é bom, justo e perseverante, mas é incapaz de aceitar a volta do irmão e de compreender o amor do pai que o acolheu.
Com esta parábola, Jesus faz um apelo aos doutores da lei e aos fariseus que aceitem partilhar da alegria de Deus pela volta dos pecadores à dignidade da vida.

 MENSAGEM

Tudo o que Deus faz é bom!

Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas as situações dizia:
- Meu Rei, não desanime, porque Deus é bom!
Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.
O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:
- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.
O servo respondeu:
- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem!
O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.
Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que viviam na selva.
Estes índios eram temidos por todos, pois se sabia que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.
Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício.
Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vitima, observou furioso:
- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso! Falta-lhe um dedo!
E o Rei foi libertado.
Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença. Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:
- Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande duvida:
Se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu!?
O servo sorriu e disse:
- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum! Portanto, lembre-se sempre: Tudo o que Deus faz é bom!
 Autor desconhecido.

 


7º ENCONTRO- 27-03-2010

 FÉ E ORAÇÃO NA VIDA DO CRISTÃO

 -LER: (Mt 8, 5-13) FÉ - (Mt 26, 36-46) ORAÇÃO
De que nos fala esse texto?
R:___________________________________
Vamos refletir sobre o versículo 8: “Respondeu o centurião: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha casa. Dizei uma só palavra e meu servo será curado”.
 O que significam essas palavras?

 - LER: (Mt 26, 36-46) ORAÇÃO
De que nos fala esse texto?
R:_____________________________________
 Onde e com quem Jesus estava?
 O que Jesus foi fazer naquele lugar?
 Porque Jesus ficou triste e angustiado?
 O que Jesus queria de seus discípulos naquele momento?
 Porque Jesus disse aos seus discípulos: “Vigiem e rezem, para não caírem na tentação”?

 Textos de fundamentação:

 A fé é dom de Deus. E como uma sementinha lançada no coração do homem. Para se tornar árvore e dar frutos, deve ser regada, adubada e protegida dos excessos do tempo. A fé deve ser constantemente alimentada com a palavra de Deus, para que ela possa crescer e perseverar.
Ninguém pode crer sozinho assim como ninguém vive sozinho. Nós aprendemos a ter fé através dos outros e devemos transmitir nossa fé aos que ainda não crêem.
A fé é necessária à salvação. O próprio Senhor afirma: Aquele que crer e for batizado será salvo; aquele que não crer será condenado “(Mc 16,16).

 A oração é estar frente a frente com Deus. Orar é falar com Deus. Na oração o homem se encontra com Deus e consigo mesmo. A oração pode ser individual ou comunitária / formal ou informal.
A oração não pode ser feita da “boca pra fora”, porém deve ser meditada, sentida, vivenciando aquilo que está falando.
O Credo é nossa “Profissão de fé”. Cada vez que o rezamos, expressamos e transmitimos nossa fé. No credo, professamos que há um só Deus Verdadeiro, Uno e Trino, Puro Espírito e Ser Perfeito, Criador e Senhor do céu e da terra.

 PROFISSÃO DE FÉ

 Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra;
e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor;
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado;
desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia;
subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso,
donde há de vir a julgar os vivos e os mortos;
creio no Espírito Santo,
na santa Igreja Católica,
na comunhão dos santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne,
na vida eterna. Amém!

 8º ENCONTRO 03/04/2010

 PÁSCOA__ A FESTA DA RESSURREIÇÃO

 SEMANA SANTA: É a semana que precede a Páscoa. Nessa semana a Igreja celebra os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, para oferecer a todos os homens a salvação.

 DOMINGO DE RAMOS: O Domingo de Ramos dá início à Semana Santa. Nos lembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. A Igreja recorda os louvores da multidão que cobriu de ramos e mantos os caminhos para Jesus passar, dizendo: "Hosana ao Filho de David. Bendito o que vem em nome do Senhor". (Lc 19, 38 - MT 21, 9). Com ramos, durante a procissão, os cristãos de hoje manifestam sua fé em Jesus como Rei e Senhor.

 QUINTA FEIRA SANTA: Instituição da Eucaristia e Cerimônia Lava-pés
A cerimônia do Lava-pés acontece na quinta-feira santa e recorda o gesto de Jesus de lavar os pés de seus discípulos e dizer: “Sede assim uns com os outros” – ou seja, devemos servir uns aos outros, com total humildade, gratuidade e amor.
Nessa mesma quinta-feira, a Igreja celebra a Ceia do Senhor. Nela, Jesus Cristo oferece a Deus-Pai o seu Corpo e Sangue na forma de Pão e Vinho, e os entrega aos Apóstolos para comer e beber. E manda que ofereçam aos seus sucessores. É a Eucaristia.
Depois disso, Jesus vai ao Getsemani para orar e é preso e condenado.

SEXTA FEIRA SANTA: Celebra-se a paixão e morte de Jesus Cristo. O silêncio, o jejum e a oração marcam este dia, mas não deve ser vivido em clima de luto, mas de profundo respeito diante da morte do Senhor que, morrendo, foi vitorioso e trouxe a salvação para todos, ressurgindo para a vida eterna.
Neste dia, não se celebra a Santa Missa.
Às 15:00 , hora que Jesus morreu, é celebrada a principal cerimônia do dia: a Paixão do Senhor
À noite há encenações da Paixão de Jesus Cristo com o Sermão do Descendimento da Cruz e em seguida a Procissão do Enterro, levando a imagem do Senhor morto.

SÁBADO SANTO: No Sábado Santo ou Sábado de Aleluia, a principal celebração é a "Vigília Pascal".
A Vigília Pascoal é a memória da noite santa da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
A Igreja mantém-se de vigília à espera da vitória do Senhor sobre a morte.
Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a benção do fogo novo e do círio pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a história da Salvação; a renovação das promessas do Batismo e, por fim, a liturgia Eucarística.

DOMINGO DE PÁSCOA: A palavra PÁSCOA vem do hebreu PESEACH e significa PASSAGEM. É celebrada pelos judeus desde o antigo testamento até hoje. A Páscoa dos judeus é a passagem do mar Vermelho, que ocorreu muitos anos antes de Cristo: Moisés conduziu o povo hebreu para fora do Egito, mas foram perseguidos pelos exércitos do faraó. Quando chegaram às margens do Mar Vermelho, guiado por Deus, Moisés levantou seu bastão e as ondas se abriram, formando duas paredes de água e um corredor enxuto. Então, o povo passou.
Jesus também festejava a Páscoa, pois era judeu. Foi por isso que Ele ceou com seus discípulos. Condenado à morte na cruz e sepultado, ressuscitou três dias após, num domingo, logo depois da Páscoa judaica. A ressurreição de Jesus Cristo é o ponto central e mais importante da fé cristã. Através da sua ressurreição, Jesus prova que a morte não é o fim e que Ele é, verdadeiramente, o Filho de Deus. Nossa Páscoa é a passagem da morte para a vida. O medo dos discípulos por causa da morte de Jesus na Sexta-Feira transforma-se em esperança e júbilo no Domingo da Páscoa.

 - Para nós cristãos, o que significa PÁSCOA?
R______________________________________

 9º ENCONTRO 17/04/2010

Os Mandamentos da Lei de Deus

Os Mandamentos da Lei de Deus são como instruções, sinais que Deus coloca em nosso caminho, isto é, na nossa vida. Foi por amor que Deus ajudou Moisés a organizar aquele povo escravo que estava no Egito, para libertar-se da escravidão do Faraó.
Deus ajudou aquele povo a descobrir dez sinais ou MANDAMENTOS que orientariam sua caminhada. Então, os DEZ MANDAMENTOS foi a ALIANÇA que Deus fez com o seu povo para caminhar com Ele. Aliança quer dizer promessa de verdade! "Eis a Aliança: Eu serei o teu Deus e tu serás o meu povo". Estes Mandamentos orientam o povo na caminhada para a libertação, isto é, evitar o pecado, e viver a fidelidade a Deus.
Às vezes ouvimos que os Mandamentos tira a liberdade de viver. Ser livre não é fazer o que se quer, mas descobrir o que é bom para nós, é descobrir aquele caminho que nos torna pessoas melhores, isto é, praticar boas ações, cumprir com nossos deveres, etc.

Os Mandamentos de Deus para nós são: (Êxodo 20,1-21)

1. Amar a Deus sobre todas as coisas.
2. Não tomar seu Santo Nome em vão.
3. Guardar os domingos e dias santos.
4. Honrar Pai e Mãe.
5. Não Matar.
6. Não pecar contra a castidade.
7. Não furtar.
8. Não levantar falso testemunho.
9. Não desejar a mulher do próximo.
10. Não cobiçar as coisas alheias.

Conclusão:

Os Mandamentos da Lei de Deus são como sinais que Deus coloca em nosso caminho e nos ajudam a viver como filhos de Deus.
Os mandamentos da Lei de Deus nos mostram a imagem que deve ser o homem segundo o coração de Deus.
Os mandamentos são sabedoria e felicidade de Deus prometida aos homens.
“O maior mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo” (Mt 22,36-40).
O próximo é todo homem que precisa da nossa ajuda material ou espiritual. Amar o próximo consiste em praticar as obras de misericórdia corporais e espirituais, que são um resumo das obras de caridade que o cristão deve praticar.

 São elas:
• Dar de comer a quem tem fome.
• Dar de beber a quem tem sede.
• Vestir os nus.
• Dar pousada aos peregrinos.
• Visitar os enfermos e os encarcerados.
• Remir os cativos.
• Enterrar os mortos.
• Dar bons conselhos.
• Ensinar os ignorantes.
• Corrigir os que erram.
• Consolar os aflitos.
• Perdoar as injúrias.
• Sofrer com paciência as fraquezas do próximo.
• Rogar a Deus pelos vivos e pelos defuntos.

 10º ENCONTRO 01-05-2010

Sacramentos

Jesus viveu como nós. Assim como em nossa vida diária há vários sinais, Jesus também nos deixou vários sinais que mostram o grande amor que Ele tem por nós.
Os Sacramentos são sete fontes da graça de Deus, instituídos por Jesus Cristo.
Pelos Sacramentos Jesus Cristo nos comunica a salvação que nos veio trazer. Assim como a Igreja, os Sacramentos são sinais desta Salvação que Jesus nos trouxe.
Todos os Sacramentos foram deixados por Jesus através de sua Palavra.
São eles:
1- Batismo: Nos torna Cristãos, filhos de Deus e participantes da comunidade eclesial.
2- Eucaristia: nos alimenta com a vida de Jesus.
3- Crisma ou Confirmação: nos faz comprometidos com a Igreja e com a sociedade.
4- Penitência ou Confissão: Chama se Assim porque consagra um esforço pessoal de arrependimento do cristão pecador. A declaração da confissão é feita por um sacerdote que é o elemento principal desse sacramento.
5- Matrimônio: Através do casamento, Deus concede ao casal a força para segui-lo levando a cruz, levantando-se e perdoando-se mutuamente, carregar o fardo um do outro, prometendo ser fiel nas alegrias e tristezas, amando–se e respeitando-se por toda a vida. Se tornam uma só carne (Mt.19, 6) para educarem os filhos na doutrina e fé da igreja.
6- Ordem: Pela ordenação a pessoa é habilitada a agir como representante de Cristo. Acontece geralmente com os Padres e Bispos.
7- Unção dos Enfermos: nos dá alívio espiritual e físico quando estamos doentes.
Pelos Sacramentos, Jesus quer nos dar mais vida!

Atividades

1 – Procure e leia as passagens bíblicas e identifique cada Sacramento:

a- Mt 28,19.___________________________________________
b - Jo 20, 23. _________________________________________
c - Jo 6, 56. _________________________________________
d - At 8, 17. _________________________________________
e - Mc 10, 9. __________________________________________
f - Lc 22, 19. __________________________________________
g - Tg 5, 14-15. _______________________________________

11º ENCONTRO 08-05-2010

Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe.

Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, eis o teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis a tua mãe”! (Jô 19, 26-27)
Uma jovem, nascida da descendência de Davi, vivia com seus pais Joaquim e Ana, no lugarejo chamado Nazaré, próximo à cidade de Jerusalém. Ela, como as jovens daquele tempo fazia os serviços da casa, estudava as escrituras e como todos os judeus, esperava pela vinda do Messias, aquele que iria salva-los das mãos dos Imperadores Romanos. Esta jovem, de nome Maria (Miriam em Hebraico) estava comprometida com José, também da descendência de Davi, homem bom e justo. Eles se casariam daí a alguns dias.
Numa tarde, quando voltava do poço, Maria entrou em casa, quando o seu quarto ficou todo iluminado por uma luz muito forte e desta luz veio uma voz:
- Ave, cheia de graça, o Senhor é convosco!
- Quem será que conversa comigo? Pensou Maria, muito assustada.
- Encontrastes graça diante de Deus, não tenhas medo. Você vai ficar grávida, terá um filho e colocará nele o nome de Jesus. Este menino é o filho de Deus e ele reinará para sempre.
Maria, inquieta perguntou ao anjo:
- Mas, como posso engravidar, se sou virgem e ainda não me casei?
- O Espírito do Senhor lhe cobrirá, e será gerado em ti o filho do Altíssimo. Lembra-se de Isabel, sua prima? Ela também está grávida , apesar de ser mais velha, veja, para Deus nada é impossível.
- Eis aqui a serva do Senhor, que ele faça em mim segundo a sua vontade.
Acontecendo isto o anjo a deixou e naquele mesmo instante, Maria já estava com seu filho no ventre.
Vamos ler em Lucas 1, 26-38

Canto: Nossa Senhora

Cubra-me com o teu manto de amor, guarda-me na paz desse olhar, cura-me as feridas e a dor, me faz suportar. Que as pedras do meu caminho meus pés suportem pisar, mesmo feridos de espinhos, me ajude a passar. Se ficaram mágoas em mim, Mãe, tira do meu coração e àqueles que eu fiz sofrer, peço perdão. Se eu curvar meu corpo na dor, me alivia o peso da cruz, interceda por mim, minha mãe, junto a JESUS.
Nossa Senhora me dê a mão cuida do meu coração, da minha vida, do meu destino. Nossa Senhora me dê a mão cuida do meu coração da minha vida, do meu destino, do meu caminho cuida de mim.
Sempre que o meu pranto rolar, ponha sobre mim suas mãos. Aumenta minha fé e acalma o meu coração. Grande é a procissão a pedir a misericórdia, o perdão, a cura do corpo e pra alma a salvação. Pobres pecadores, ó mãe, tão necessitados de vós. Santa Mãe de DEUS tem piedade de nós. De joelhos aos vossos pés, estendei a nós vossas mãos, rogai por todos nós, vossos filhos, meus irmãos.

 12º ENCONTRO – 15 - 05 - 2010

O SACRAMENTO DO BATISMO

Leituras bíblicas: Mt 3,13-17 Mt 28,29 Mc16,16 Mc1,4-8
O Batismo é o primeiro e o mais importante dos Sacramentos.
O Batismo, assim como todos os outros Sacramentos, foi deixado por nosso Senhor Jesus Cristo.
Certa vez, Jesus disse aos seus apóstolos: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho e batizai. Quem crer e for batizado será salvo”.
Pelo Batismo, a semente da Fé e da Salvação é plantada em nosso coração.

O Batismo nos faz filhos de Deus.
Em primeiro lugar, o Batismo nos faz herdeiros do céu. Jesus é o Filho de Deus que se fez homem. Pela sua paixão, morte e ressurreição, ele nos salvou, fazendo de nós filhos de seu Pai eterno. Abriu as portas do céu a todos os homens de boa vontade. Deu-nos o direito de participar da salvação, já neste mundo, e depois eternamente no paraíso. Jesus é nosso irmão mais velho. O Batismo nos dá direito de participarmos da filiação divina e da fraternidade de Jesus. Somos Filhos de Deus pela graça do Batismo que recebemos.

O Batismo nos faz membros da Igreja.
Sendo Filhos de Deus, entramos na família em que Deus é o Pai e nós todos somos irmãos. A família de Deus, como já sabemos, chama-se Igreja. Igreja é o nome da grande família de Deus, espalhada pelo mundo inteiro. O Batismo, pois, nos dá o direito de fazermos parte da Igreja. Nós, que somos batizados, devemos amar e servir a Igreja, esta grande família da qual somos membros.

O Batismo nos dá o Espírito Santo.
No Batismo, pela primeira vez, recebemos o Espírito Santo em nós. Quando Jesus foi batizado por São João Batista no rio Jordão, o Espírito Santo desceu sobre Ele. Assim também o Espírito Santo vem habitar no coração daquele que é batizado. Somos templos em que Deus habita. Todo o bem que fazemos a alguém é a Deus que estamos fazendo, porque o Espírito Santo nele habita. Todo o mal que causamos a alguém é a Deus que estamos causando, porque Jesus disse: “Tudo o que fizestes ao menor dos meus irmãos, foi a mim que tereis feito”. Por isso é que devemos nos respeitar e amar uns aos outros como irmãos, pois Deus habita em nosso coração.

O Batismo nos faz cristãos.
É pelo Batismo que nos tornamos cristãos. Desde o momento do Batismo, a pessoa pode ser chamada de cristão. Para ser verdadeiro cristão não basta apenas receber o Batismo. É necessário ter fé. Uma fé viva e verdadeira, não uma fé fraca e vazia que muitos têm. A fé e dom de Deus. Deus dá a Fé, a quem a pede. Todos os dias devemos rezar: “ Eu creio, Senhor, mas aumentai a minha fé”. Para ser um bom cristão, além de ser batizado e de ter fé, é necessário também praticar a fé, isto é, praticar a religião. De que adianta o cristão ser batizado, dizer que tem fé, se não pratica a sua religião? Nós devemos praticar a religião, como a Igreja nos ensina.

Portanto, para ser um bom cristão, são necessárias três coisas:
- Ser batizado
- Ter fé na Palavra de Deus
- Praticar a Religião.

O Batismo apaga em nós a mancha do pecado original
(Pecado original é a tendência natural que nasce com o homem, para romper com Deus. É uma inclinação natural para praticar o mal, e assim contrariar a finalidade para a qual foi criado).
Todos nós nascemos com o pecado original. Com a vinda do Espírito Santo no Batismo, ficamos limpos da mancha do pecado. A água, que é derramada sobre nossa cabeça, é símbolo da purificação interior à qual somos submetidos pelo Batismo.
Vemos como é importante o Sacramento do Batismo. Por ele morremos para o pecado e renascemos para a vida de Jesus. Por isso diz-se que o Batismo é um renascimento, é um nascer de novo, crescer para o bem e morrer para o pecado.
São Paulo nos ensina que pelo Batismo fomos sepultados em Cristo, para com ele poder renascer. Pelo Batismo nascemos para a vida nova. Aquela vida que Jesus prometeu a Nicodemos. Vida que se inicia neste mundo e continua pela eternidade sem fim.

Os símbolos principais do Batismo são:
A água: Simboliza a vida, a limpeza do pecado.
A vela: Simboliza o Cristo (Luz do mundo). O batizando é chamado a ser luz do mundo.
A veste branca: Significa a pureza, renascimento de uma vida nova em Cristo.

Oração
Senhor, pelo Sacramento do Batismo nos fazeis participantes de vossa Igreja. Fazei-nos fiéis ao Batismo que recebemos e ensinai-nos a viver e dar testemunho da fé, que por ele foi plantada em nossa vida. Assim seja. Amém!
Compromisso da semana: Pesquisar e responder.

 Quantas vezes uma pessoa deve receber o sacramento do batismo?_____
Qual é a matéria Batismo?____________________________________
Quais palavras são pronunciadas para concretizar o sacramento do Batismo?_________________________________________________________

13º ENCONTRO – 22/05/2010

O SACRAMENTO DA PENITÊNCIA OU CONFISSÃO

 Ler Jo 20, 21-23
Jesus transmitiu aos apóstolos o poder e a missão de continuar perdoando e devolvendo a paz e a reconciliação às pessoas e à comunidade. Os padres, sucessores dos apóstolos, têm a missão e o poder de perdoar os pecados. E, quando confessamos, podemos ficar em paz, com a certeza de que Deus nos deu o seu perdão.

 LER Mt 13,24-30. O que é para você o Trigo? E o Joio?

Vencer o mal com o bem é um desafio para todos nós. Vamos ler Rm12,9-21 e descobrir o que São Paulo nos diz.

-Agora pense: você também pode ter o joio e o trigo plantados em você! Marque (T) para o que você reconhece como trigo e (J) para o que você identifica como joio em sua vida:

( ) A sua participação na catequese.
( ) As boas amizades
( ) As más ações.
( ) A leitura da Palavra de Deus.
( ) A dificuldade em aceitar as imperfeições alheias.
( ) A coragem de assumir que é cristão e praticar a fé. ( ) A omissão diante das injustiças.
( ) O desânimo em participar da missa.
( ) O desejo de ajudar o próximo.
( ) Os bons conselhos e bons exemplos.
( ) A fé na misericórdia de Deus.
( ) O individualismo e o materialismo.
( ) A incapacidade de sentir a presença de Deus em tudo e em todos.

VAMOS LER Lc 15,11-24 Jesus veio revelar o grande amor que o Pai tem por nós. Jesus nos deu a certeza de que Deus é o Pai que nos ama e nos perdoa sempre, mesmo quando nos afastamos Dele.

O pecado é o rompimento de nossa amizade com Deus. Mas, Deus está sempre a nossa espera, para nos receber de braços abertos, com muito carinho, quando voltamos arrependidos e desejosos de corrigir o nosso erro, como vimos na história.

Veja o que Jesus disse aos fariseus e a alguns pecadores:

“Quem diz que ama a Deus, ame também seu irmão.” “Quem quiser ser perdoado, perdoe.” “Não julgue e não será julgado.” “Quem não tiver pecado, atire a primeira pedra.”“Vá em paz e não peque mais.”

 A conversão é resultado de uma escolha pessoal. Vamos ler Lc 19,1-10
O que Zaqueu fez para corrigir seus erros?____________________________________________________

 A Igreja celebra o perdão no Sacramento da Reconciliação (da Penitência ou da Confissão).
O perdão é a cura de um mal que impede a pessoa de ser feliz. Pelo Sacramento da Reconciliação voltamos a participar da comunidade, da família de Deus, da Igreja.

 Há 2 tipos de confissão:
- confissão individual: o pecador fica a sós com o padre e confessa seus pecados
- confissão comunitária: várias pessoas juntas fazem um exame de consciência conduzido pelo padre, na igreja. Se o pecador sentir necessidade, faz em seguida a confissão individual.

 Precisamos nos preparar para receber o Sacramento da Reconciliação, refletindo e rezando:

 - 1º momento: EXAME DE CONSCIÊNCIA

 Diante de Deus: Tenho qualidades ou dons.
De que maneira eu uso cada uma dessas qualidades para crescer como filho de Deus?
Diante de mim mesmo: Que filho estou sendo para Deus?
Como eu demonstro meu amor por Deus? Eu converso com Ele? Onde? Quando?
Diante dos irmãos: Que necessidades eu tenho percebido: de meus irmãos? Da comunidade?
O que tenho feito para ajudar?

- 2º momento: ARREPENDIMENTO: É o pedido de perdão a Deus, pensando no mal que causou a si próprio e aos outros. Este é o momento de rezar pedindo perdão.

- 3º momento: PROPÓSITO: É a promessa, diante de Deus, de que vai mudar de vida, se afastando daquilo que te leva a pecar.

- 4º momento: CONFISSÃO: É o encontro com o padre, confessando as falhas que cometeu, rezando o ato de contrição e recebendo, do padre, a absolvição ou perdão, e a penitência que poderá ser oração ou boa ação.

- 5º momento: SATISFAÇÃO: Neste momento, rezamos as orações recomendadas pelo padre, agradecendo o perdão e pedindo a Deus para permanecer na sua amizade.

 Quem ministra o Sacramento da confissão?_______________________________
Quais são as palavras que ele pronuncia? Complete: Eu te absolvo dos teus pecados em nome do _________, do _________________e do _______________________ _______

O SACRAMENTO DA PENITÊNCIA OU CONFISSÃO

É o sacramento do perdão e da misericórdia de Cristo. É também conhecido como o “sacramento da volta”, retratado na parábola do filho pródigo, onde o filho reconhece o erro e retorna humildemente à casa paterna, e o Pai misericordioso o acolhe com tanto amor.
A confissão é o sacramento pelo qual o sacerdote, como ministro de Deus, perdoa os pecados, se o penitente deles se arrepender de coração, os confessar sinceramente com o propósito de mudar de vida.

 PARA SE FAZER UMA BOA CONFISSÃO É NECESSÁRIO:

1º- Exame de consciência.
2º- Arrependimento sincero dos pecados cometidos.
3º- Propósito de não mais pecar.
4º- Confessar e acusar os pecados cometidos.
5º- Cumprir a penitência dada pelo sacerdote.

COMO SE CONFESSA?

1º- Ao aproximar-se do padre para confessar o cumprimentamos e fazemos o sinal da cruz.
2º- O padre nos acolhe e faz uma oração.
3º- E nós dizemos: Padre, eu pequei, me arrependi e peço perdão. Os meus pecados são:...
4º- O padre nos aconselhar dizendo o que devemos fazer para mudar de vida, e nos pede para cumprir uma penitência que pode ser uma oração ou uma boa ação.
5º- O padre nos pede para rezar o ato de contrição.
6º- O padre faz uma oração impondo as mãos sobre nossa cabeça e diz: Eu te absolvo dos teus pecados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
7º- E nós respondemos: Amém. Muito obrigado.

DICAS PARA SE FAZER EXAME DE CONSCIÊNCIA.

• Coloco Deus em primeiro lugar em minha vida?
• Sei agradecer por tudo de bom que me acontece na vida ou me lembro de Deus somente nas horas difíceis?
• Culpo Deus por tudo de ruim que me acontece ou reconheço minhas fraquezas?
• Tenho preguiça ou vergonha de ir à missa e participar das coisas da igreja?
• Sou paciente e compreensivo com as pessoas que convivem comigo ou brigo por qualquer coisa?
• Sou motivo de alegria ou de desgosto para os meus pais?
• Sei respeitar o meu corpo e de meus semelhantes como templo e morada de Deus?
• Tenho vícios que prejudicam a mim e àqueles que convivem comigo?
• Levanto falso testemunho sem me importar se estou ou não prejudicando moralmente as pessoas?
• Tenho inveja da felicidade alheia?
• Já pratiquei aborto, estupro, pedofilia, roubo, adultério, tentativa de suicídio ou homicídio, prostituição, ou qualquer outro tipo de violência contra a vida humana?
• Sei perdoar as ofensas de meus irmãos e pedir perdão quando ofendo alguém, ou sou uma pessoa rancorosa e sem humildade?
• Estou realmente disposto a mudar de vida após receber este sacramento?
• Tenho consciência da minha responsabilidade diante do sacramento da confissão ou ainda não estou preparado para recebê-lo.

 14º ENCONTRO 03/07/2010

Sacramento da Eucaristia

O alimento para a vida do homem é essencial, ninguém vive bem sem se alimentar diariamente. A nossa vida é rodeada de afazeres, e precisamos estar bem preparados fisicamente para cumprir as nossas obrigações diárias, ou seja, como diz aquele ditado: "Saco vazio não pára em pé". Existe também outro tipo de alimento, aquele que não cuida do físico, mas sim do espiritual, seu nome é Eucaristia. A Eucaristia é o Próprio Corpo e Sangue de Cristo presentes no Pão e no Vinho consagrados.

Vamos agora passar a conhecer um pouco mais sobre esse Sacramento que é tão importante para todos nós que somos Filhos de Deus. O Sacramento da Eucaristia é um Sacramento de Iniciação Cristã (junto com o Batismo e a Crisma), sua função é nos alimentar espiritualmente, ajudando em nossa caminhada rumo à Vida Eterna. Muitos pensam que os Sacramentos são obras eclesiásticas, ou seja, criadas pela Igreja, mas isso não é verdade, todos os Sacramentos são sinais da graça de Deus que são expressos sem sombra de dúvidas na Palavra de Deus. Por exemplo: a presença de Jesus no Pão e no Vinho é bem explicada nas Escrituras que relatam a última refeição de Cristo com os Apóstolos: A Santa Ceia. Veja abaixo algumas palavras que Jesus disse aos seus apóstolos: “Durante a refeição, Jesus tomou o pão e, depois de benzê-lo, partiu-o e deu-lhe, dizendo: ‘Tomai, isto é o meu corpo’”. Em seguida, tomou o cálice em suas mãos, deu graças e o apresentou, e todos deles beberam. E disse-lhes: 'Isto é o meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança que será derramado por vós e por todos. Através da autenticidade de Cristo, podemos perceber a firmeza de suas palavras. Ele não disse que o Pão simbolizava a sua carne, mas é verdadeiramente a sua carne. Não disse também que o vinho representava o seu sangue, mas é verdadeiramente o seu sangue. Jesus disse também: "Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede" (Jo 6,35).
Quem recebe o Cristo, com a convicção que realmente Jesus está presente na Hóstia Consagrada, tem a benção de estar sempre saciado de graças vindas Dele. Quando comungamos, nos transformamos em verdadeiros Sacrários, por isso é importante deixar bem limpo o lugar em que Jesus vai habitar. É através da Confissão que limpamos o nosso ser, recebendo a absolvição de nossos pecados. Podemos então concluir que a Eucaristia, que significa "Ação de Graças" é o alimento da alma. Através dele passamos a caminhar com mais força rumo à Salvação. O importante é comungar com a convicção que Jesus é o Sacramento da Eucaristia, que é um grande presente Dele a nós.

1 – Leia e copie as palavras que o Padre fala na hora da Consagração – 1º Coríntios 11, 23 – 25.

 __________________________________________________________________________

 2 - Jesus se torna presente no pão e no vinho consagrados. Cremos nisto porque Jesus disse: Ler Jo 6, 53 -58.

Sem fé ninguém entende a Eucaristia. É por isso que o padre diz após a Consagração: Eis o

__________________________________________________.

 3- Por que Jesus se torna alimento?

___________________________________________________

4- Quando devemos comungar?________________________________

 MENSAGEM

Pequenas e grandes maneiras de sentir a presença de Deus

 Um homem, passeando pelo bosque sussurrou:
Deus, fale comigo...
E um passarinho cantou...
Mas o homem não ouviu...
Então o homem gritou:
-Deus, fale comigo...
E trovões e raios apareceram no céu...
Mas o homem não notou...
O homem olhou em volta e disse:
-Deus, deixe-me ver o Senhor...
E estrelas brilhantes apareceram...
Mas o homem não percebeu...
O homem gritou:
-Deus, mostre-me um milagre...
E uma vida nasceu...
E o homem não reparou...
Então o homem clamou em desespero:
-Toque-me Deus. Deixe-me saber que o Senhor está aqui...
E uma borboleta pousou no seu ombro...
Mas o homem a espantou...
Então o homem gritou em desespero...
-Deus, eu preciso de sua ajuda...
E um e-mail chegou, trazendo boas notícias e palavras de encorajamento...
Mas o homem o deletou e continuou a chorar...
Isso é um grande ensinamento de que Deus está sempre à nossa volta, nas coisas que nem imaginamos...
Nas pequenas e simples como nas grandes também...
Inclusive na nossa era digital e computadorizada.

 15º ENCONTRO 10/07/2010

 O SACRAMENTO DA CRISMA

Na nossa vida física na família, vamos crescendo fisicamente nos tornamos adolescentes e adultos. Na Igreja temos o Sacramento da Crisma que é a celebração da presença do Espírito Santo, que nos ajuda a viver como cristãos conscientes e atuantes. É o sacramento da maturidade cristã. Para o batismo fomos levados ao colo, para a Eucaristia, muitas vezes, somos conduzidos por nossos pais. Mas no Crisma deve ser diferente: o jovem procura a Igreja e, numa decisão própria afirma: “Eu quero ser crismado, estou apto a assumir a responsabilidade cristã”. Daí que a nossa Arquidiocese só admite o fiel para crismar após aos 15 anos. É ministrado naquela pessoa que quer realmente assumir o seu amor por JESUS Cristo e sua obra.
Crisma é o sacramento que, conferindo os dons do Espírito Santo em plenitude, inaugurado no batismo, põe o fiel no caminho da perfeição cristã e assim o faz passar da infância para a idade adulta, pois é o Sacramento da maturidade Cristã.
Podemos então dizer que a Crisma é o Sacramento da Confirmação do Batismo. É o Sacramento da Juventude. É o Sacramento por excelência do Espírito Santo.
Ao sairmos da cerimônia da Crisma, como soldados de Cristo, temos nossos corações dilatados, abertos para muitas novas graças, capazes de amar a DEUS com muito mais forças. É a ação do Divino Espírito Santo que realiza isso em nós.
Devemos estar atentos em deixá-Lo agir em nós, pois Ele vai nos guiar pelos difíceis caminhos da vida, vai nos encher o coração com muitas alegrias espirituais, com o gosto pela oração, com as forças para vencer as tentações. Só assim poderemos estar cada dia mais próximos do Coração de Nosso Senhor, para servi-Lo e amá-Lo para sempre.
Ser crismado é ser confirmado no Batismo. Ser crismado é ser construtor do Reino de DEUS. No Sacramento da Crisma o Espírito Santo desce sobre nós como desceu no Dia de Pentecostes sobre os Apóstolos e Maria Santíssima.
A Igreja nos garante que o Sacramento da Crisma nos concede: “O Espírito Santo”. Olhando para a Bíblia, descobrimos que o Espírito Santo tem duas funções:

 1º) O de dar a vida através do Batismo.
 2º) E o de levar a vida até sua perfeição (santidade) = Crisma.

 A confirmação nos dá, pois, o Espírito Santo para levarmos até a perfeição o que recebemos no Batismo. Chegar à perfeição segundo a vontade do Pai.
Talvez possamos dizer que o Batismo constitui mais o aspecto estático ao passo que a Crisma expressa mais os aspectos dinâmicos, evolutivos da vida cristã. Uma coisa é ser cristão simplesmente, outra é chegar a plenitude de santidade. Evoluir, é tomar novo impulso, crescer constantemente na vida iniciada no Batismo.
Não podemos permanecer semente; é preciso que a semente germine, cresça e dê frutos em abundância. (At 8, 14 - 19 – At 2, 1-47)
A palavra crisma também quer dizer unção, ungido. A unção do óleo e a imposição das mãos têm o significado de envio missionário. Pelo Sacramento da Crisma nos tornamos verdadeiros soldados de Cristo.

 Matéria e Forma
A matéria do Sacramento da Crisma é o Santo Crisma, o óleo da oliveira (azeite), misturado com um bálsamo perfumado e abençoado solenemente pelo Bispo na Quinta-feira Santa. Essa matéria é usada pelo Bispo na cerimônia da Crisma. Três coisas são necessárias na administração da Crisma:

 A imposição das mãos sobre a cabeça do crismando;
 A unção com o óleo do Crisma na fronte do crismando;
 As palavras que o Bispo diz: Dora,(o nome) recebe por este sinal os Dons do Espírito Santo, ao que o crismando responde: Amém.

Normalmente é o Bispo que ministra o sacramento da Crisma, porém ele pode delegar esse poder a um sacerdote em sua ausência.
Após realizar este gesto, o Bispo dá um leve tapa no rosto da pessoa, para significar que ela é soldado de Cristo, tendo o dever de suportar pacientemente, em nome de JESUS toda sorte de sofrimentos e de injúrias, defender a Fé quando atacada e conhecer a doutrina.

Frutos do Sacramento da Crisma
Enraíza-nos mais profundamente na filiação divina, que faz dizer “Abba, Pai” Rom8,15;
Une-nos mais solidamente a Cristo;
Aumenta em nós os dons do Espírito Santo;
Torna mais perfeita nossa vinculação com a Igreja;
Dá-nos uma força especial do Espírito Santo para difundir e defender a fé pela palavra e pela ação, como verdadeiras testemunhas de Cristo, para conversar com valentia o nome de Cristo e para nunca sentir vergonha em ralação à cruz.

A Crisma não é absolutamente necessária para a salvação (uma pessoa não crismada pode ir para o Céu), mas é muito importante receber a Crisma desde cedo: só com a Crisma teremos no Céu a proximidade de DEUS e a intensidade de amor que Ele quer nos dar. Além disso, só com a Crisma teremos todas as forças necessárias para vencer as tentações e caminharmos firmemente no caminho da perfeição. De modo que seria grave negligência dos pais se não preparassem seus filhos para receber este Sacramento da perfeição cristã.

Ministro da Crisma: O bispo ou o Padre (Sacerdote) com autorização do bispo.
Padrinhos e compromissos dos pais e padrinhos: São as mesmas condições exigidas para o batismo.

 16º ENCONTRO 17/07/2010

 OS APÓSTOLOS DE JESUS
 -Iluminação Bíblica: Ler (Lc 6, 12-16)

 Os apóstolos foram chamados por Jesus e deixaram tudo para segui-lo.
Assim como Jesus chamou os apóstolos, chama você, crismando, a participar da vida da igreja, conhecer e vivenciar a liturgia e os trabalhos sociais e pastorais de nossa comunidade.

-Escreva o nome de alguns dos apóstolos de Jesus hoje:

 Papa: ______________________________________________

 Bispo:_____________________________________________

 Padre:_____________________________________________

 -Jesus continua querendo mais seguidores que possa continuar sua Missão na terra:

Catequista _________________________________________
Você ____________________________________________
E também... _______________________________________

 Dinâmica do barco. (Do livro "Eu lhes darei o meu Espírito"pp 15, De Lydia das Dores Defiloppo, ano 2006, Editora Vozes)

 - Objetivo: Mostrar ao crismando que ele está assumindo o compromisso de ser um membro ativo da igreja de Jesus Cristo.
- Escreva seu nome na camiseta e colar no espaço abaixo, para que você nunca esqueça que faz parte do “Time de Cristo”.
 

 Oração ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo!
Enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.
Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
E renovareis a face da terra.
OREMOS:
Oh Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito,
e gozemos sempre da sua consolação.
Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

 CANTO: A Barca
 Composição: Padre Zezinho

Tu te abeiraste da praia
Não buscaste nem sábios, nem ricos
Somente queres que eu te siga.
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome
Lá na praia, eu larguei o meu barco
Junto a Ti, buscarei outro mar.
Tu sabes bem que em meu barco
Eu não tenho ouro nem espadas
Somente redes e o meu trabalho...
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome
Lá na praia, eu larguei o meu barco
Junto a Ti, buscarei outro mar.
Tu minhas mãos solicitas
Meu cansaço, que a outros descanse
Amor que almeja seguir amando.
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome
Lá na praia, eu larguei o meu barco
Junto a Ti, buscarei outro mar.
Tu, pescador de outros lagos
Ânsia eterna de almas que esperam
Bondoso amigo, que assim me chamas...
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome
Lá na praia, eu larguei o meu barco
Junto a Ti, buscarei outro mar.

 18º ENCONTRO 07/08/2010

 Igreja: Una, Santa, Católica e Apostólica.

 A Igreja é una. Eis o mistério sagrado da unidade da Igreja:
A Igreja é una por sua fonte: Deste mistério, o modelo supremo e o princípio é a unidade de um só Deus na Trindade de Pessoas, Pai e Filho no Espírito Santo.
A Igreja é una por seu Fundador: Pois o próprio Filho encarnado, príncipe da paz, por sua cruz reconciliou todos os homens com Deus, restabelecendo a união de todos em um só Povo, em um só Corpo.
A Igreja é una por sua “alma”: O Espírito Santo que habita nos crentes, que plenifica e rege toda a Igreja, realiza esta admirável comunhão dos fiéis e os une tão intimamente em Cristo, que Ele é o princípio de Unidade da Igreja.
A única Igreja de Cristo é aquela que nosso Salvador, depois de sua Ressurreição, entregou à Pedro para que fosse seu pastor e confiou e ele e aos demais Apóstolos para propagá-la e regê-la. Esta Igreja, constituída e organizada neste mundo, subsiste na Igreja Católica governada pelo sucessor de Pedro e pelos Bispos em comunhão com ele.
Portanto, a Igreja é una, pois tem um só Senhor, professa uma só fé, nasce de um só Batismo, forma um só Corpo, vivificado por um só Espírito, em vista de uma única esperança, no fim da qual serão superadas todas as divisões.

A Igreja é santa. A Igreja , aos olhos da fé, não é perfeita, mas é santa. Pois Cristo, Filho de Deus, com o Pai e o Espírito Santo, amou tanto a igreja que por ela se entregou, a fim de santificá-la. Uniu-a a si como seu corpo e cumulou-a com o dom do Espírito Santo, para a glória de Deus.
Cristo, santo, inocente, imaculado, não conheceu o pecado, mas veio para redimir os pecados do povo. A Igreja, reunindo em seu próprio seio os pecadores, ao mesmo tempo santa e sempre necessitada de purificar-se, busca sem cessar a penitência e a renovação. Todos os membros da Igreja devem reconhecer-se pecadores. Em todos eles o “joio” do pecado continua ainda mesclado ao “trigo” do Evangelho até o fim dos tempos. A Igreja reúne, portanto, pecadores alcançados pela salvação de Cristo, mas ainda em via de santificação. A igreja é, então, o povo santo de Deus.

A Igreja é católica. Ela é católica porque nela Cristo está presente. Onde está Cristo Jesus, está a Igreja Católica. Nela subsiste a plenitude do Corpo de Cristo unido à sua Cabeça, o que implica que ela recebe dele a plenitude dos meios de salvação que Ele quis: confissão de fé correta e completa, vida sacramental integral e ministério ordenado na sucessão apostólica. Este é o sentido de totalidade da Igreja católica.
A Igreja é, por sua própria natureza, missionária. Pois, a missão é uma exigência da catolicidade a ela confiada por Jesus. “Ide, portanto, e fazei que todos os povos se tornem discípulos,... ensinando-os a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos tempos.” (Mt 28,19-20)

A Igreja é apostólica. A Igreja é apostólica por ser fundada sobre os Apóstolos.
O Senhor dotou sua comunidade de uma estrutura que permanecerá até a plena consumação do Reino. Ele escolheu Doze Apóstolos, tendo Pedro como chefe. Eles são as pedras de fundação (“alicerce”) da Igreja de Cristo. Nos Apóstolos, continua a missão de Jesus: “Como o Pai me enviou, eu também vos envio” (Jo 20,21).
O que garante a originalidade e autenticidade da Igreja Católica e sua continuidade até hoje é a sucessão apostólica, desde os primeiros Apóstolos escolhidos diretamente por Jesus. Isso, além de ser um fato divino, é um fato histórico e inegável.
Fora dessa sucessão que vem diretamente de Cristo, não há legitimidade e infalibilidade para se atuar em seu Nome. Só a Igreja Católica, por graça especial de Deus, guarda intacta essa sucessão.

A Igreja Católica é também chamada de Romana por ter sua sede, a Santa Sé, em Roma.

Credo Niceno -Constantinopolitano

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do Céu e da Terra,
De todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigénito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos:
Deus de Deus, luz da luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro;
gerado, não criado, consubstancial ao Pai.
Por Ele todas as coisas foram feitas.
E por nós, homens, e para nossa salvação
desceu dos Céus.
E encarnou pelo Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria.
e se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia,
conforme as Escrituras;
e subiu aos Céus, onde está sentado à direita do Pai.
De novo há-de vir em sua glória
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu Reino não terá fim.
Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho
é adorado e glorificado:
Ele que falou pelos Profetas.
Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica.
Professo um só batismo para a remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos
e vida do mundo que há-de vir. Amem.

Explique porque a igreja é:

UNA:_______________________________
___________________________________
SANTA:_____________________________
___________________________________
CATÓLICA:__________________________
__________________________________
APOSTÓLICA:________________________
___________________________________

 Cantos: Perdão Senhor (Ato Penitencial)

Perdão Senhor, tantos erros cometi. Perdão Senhor tantas vezes me omiti.
Perdão Senhor pelos males que causei, pelas coisas que falei, pelo irmão que eu julguei.
Perdão Senhor pelos males que causei, pelas coisas que falei,pelo irmão que eu julguei.
Piedade Senhor, tem piedade, senhor, meu pecado vem lavar com seu amor.
Piedade Senhor, tem piedade, senhor,e liberta minha alma para o amor.
Perdão Senhor porque sou tão pecador. Perdão Senhor, sou pequeno e sem valor.
Mas mesmo assim tu me amas, quero então te entregar meu coração,suplicar o teu perdão.
Mas mesmo assim tu me amas, quero então te entregar meu coração,suplicar o teu perdão.
Piedade Senhor, tem piedade, senhor,meu pecado vem lavar com seu amor.
Piedade Senhor, tem piedade, senhor,e liberta minha alma para o amor.

Buscai Primeiro (Aclamação ao Evangelho)

Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça
E tudo o mais vos será acrescentado, Aleluia, Aleluia
Nem só de pão o Homem viverá, mas de toda palavra
Que procede da boca de Deus Aleluia, Aleluia
Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o porque
Não é o servo maior que o senhor Aleluia, Aleluia

19º ENCONTRO- 14/08/2010

IGREJA: OBJETOS E SÍMBOLOS LITÚRGICOS

Objetos litúrgicos são todos os objetos usados nas mais variadas celebrações.

Símbolos Litúrgicos são símbolos usados durante as celebrações e que traduzem alguma mensagem, através dos ritos, gestos e das cores.

O homem é corpo e alma. Há nele uma unidade vital. Por isso ele age com a alma e com o corpo ao mesmo tempo. O seu olhar, as suas mãos, a sua palavra, o seu silêncio, o seu gesto, tudo é expressão de sua vida. Na Missa fazemos parte de uma Assembléia dos filhos de Deus, que tem como herança o Reino dos Céus. Por isso na Celebração Eucarística, não podemos ficar isolados, mudos, cada um no seu cantinho. A nossa fé, o nosso amor e os nossos sentimentos são manifestados através dos gestos, das palavras, do canto, da posição do corpo e também do silêncio.
Tanto o canto como o gesto, ambos dão força à palavra. A Oração não diz respeito apenas à alma do homem, mas ao homem todo, que é também corpo. O corpo é a expressão viva da alma.

Significado dos gestos e posições

SENTADO: É uma posição cômoda, uma atitude de ficar à vontade para ouvir e meditar, sem pressa.
DE PÉ: É uma posição de quem ouve com atenção e respeito. Indica a prontidão e disposição para obedecer. (Posição de orante)
DE JOELHOS: Posição de adoração a Deus diante do Santíssimo Sacramento e durante a consagração do pão e vinho.
GENUFLEXÃO (ajoelhar-se): É um gesto de adoração a Jesus na Eucaristia. Fazemos quando entramos na igreja e dela saímos, se ali existir o Sacrário.
INCLINAÇÃO: Inclinar-se diante do Santíssimo Sacramento é sinal de adoração.
MÃOS LEVANTADAS: É atitude dos orantes. Significa súplica e entrega a Deus.
MÃOS JUNTAS: Significa recolhimento interior, busca de Deus, fé, súplica, confiança e entrega da vida.
SILÊNCIO: O silêncio ajuda o aprofundamento nos mistérios da fé. Fazer silêncio também é necessário para interiorizar e meditar, sem ele a Missa seria como a chuva forte e rápida que não penetra na terra.

Objetos Litúrgicos

Altar: Mesa onde se realiza a ceia Eucarística; ela representa o próprio Jesus na Liturgia.
Ambão: Estante onde é proclamada a Palavra de Deus.
Âmbula: recipiente onde se guarda o Corpo de Cristo.
Andor: Suporte de madeira, enfeitado com flores. Utilizados para levar as imagens dos santos nas procissões.
Aspersório: Utilizado para aspergir o povo com água-benta.
Bacia: Usada com o jarro para as purificações litúrgicas.
Báculo: Bastão utilizado pelos bispos. Significa que ele representa os apóstolos pastores.
Batistério: O mesmo que pia batismal. É onde acontecem os batismos.
Caldeirinha: Vasilha de água-benta.
Cálice: Taça onde se coloca o vinho que vai ser consagrado.
Campainha: Sininhos tocados pelo acólito(ou coroinha) no momento da consagração.
Castiçais: Suportes para as velas.
Cibório: Vaso em forma de cálice com tampa, onde se guarda a hóstia consagrada
Círio Pascal: Uma vela grande onde se pode ler ALFA e ÔMEGA (Cristo: começo e fim). Usado na Vigília Pascal, durante o Tempo Pascal, e durante o ano nos batismos. Simboliza o Cristo, luz do mundo.
Colherzinha: Usada para colocar a gota de água no vinho e para colocar o incenso no turíbulo.
Conopeu: Cortina colocada na frente do sacrário.
Corporal: Pano quadrangular de linho com uma cruz no centro; sobre ele é colocado o cálice, a patena e a âmbula para a consagração.
Credência: Mesinha ao lado do altar, utilizada para colocar os objetos do culto.
Crucifixo: Fica sobre o altar ou acima dele, lembra a Ceia do Senhor e seu Sacrifício Redentor.
Cruz Peitoral: Crucifixo dos bispos.
Cruz Processional: Cruz com um cabo maior utilizada nas procissões.
Esculturas ou imagens: Existem nas Igrejas desde os primeiros séculos. Sua única finalidade litúrgica é ajudar a mergulhar nos mistérios da vida de Cristo. O mesmo se pode dizer com relação às pinturas.
Galhetas: Recipientes onde se coloca a água e o vinho para serem usados na Celebração Eucarística.
Genuflexório: Faz parte dos bancos da Igreja. Sua única finalidade é ajudar o povo na hora de ajoelhar-se.
Hóstia Magna: É utilizada pelo celebrante. É maior para que todos possam vê-la.
Igreja: 1-Templo de Deus. 2- A comunidade dos cristãos.
Incenso: Resina de aroma suave. Produz uma fumaça que sobe aos céus, simbolizando as nossas preces e orações à Deus.
Jarro: Usado durante a purificação.
Lamparina: É a lâmpada do Santíssimo.
Lecionário: Livros que contém as leituras da Missa.
Livros Litúrgicos: Todos os livros que auxiliam na liturgia.
Luneta: Objeto em forma de meia-lua utilizado para fixar a hóstia grande dentro do ostensório.
Manustérgio: Toalha usada para purificar as mãos antes, durante e depois do ato litúrgico.
Matraca: Instrumento de madeira que produz um barulho surdo. Substitui os sinos durante a semana santa.
Missal: Livro que contém o ritual da missa, menos as leituras.
Naveta: Objeto utilizado para se colocar o incenso, antes de queimá-lo no turíbulo.
Ostensório ou Custódia: Objeto utilizado para expor o Santíssimo, ou para levá-lo em procissão.
Pala: Cobertura quadrangular para o cálice.
Partícula: Pão Eucarístico.
Patena: Prato onde é colocada a Hóstia Grande que será consagrada e apresentada aos fiéis.
Píxide: O mesmo que cibório.
Pratinho: Recipiente que sustenta as galhetas.
Presbitério: Espaço situado junto do altar, onde fica o presbítero (padre), durante a celebração Eucarística.
Sacrário:Lugar onde é guardada a Eucaristia após a celebração. Também é conhecida como Tabernáculo.
Sanguíneo: pano retangular que serve para a purificação dos vasos sagrados (cálice, patena e âmbulas).
Santa Reserva: Eucaristia guardada no Sacrário.
Sédia: Cadeira no centro do presbitério, usada pelo celebrante, também denominada de cátedra
Teca: Pequeno recipiente onde se leva a comunhão para pessoas impossibilitadas de ir a missa.
Turíbulo: Recipiente de metal usado para queimar o incenso.
Véu do Cálice: Pano utilizado para cobrir o cálice.
Vinho: È usado na Missa para que se transforme no Sangue de Cristo. Antes da consagração mistura-se a ele uma pequena gota de água, sinal da humanidade de Jesus que estava unida à sua divindade.

20º ENCONTRO/ 21/08/2010

IGREJA: A Comunidade se reúne para celebrar a vida.

A CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA

A Missa é a reunião da família de Deus que louva e agradece, pede perdão e se alimenta com o Corpo de Jesus.
Vamos entender um pouquinho o que acontece na Missa.
1- ENTRADA – è a procissão do povo de Deus que se dirige à casa do Pai. Todos estão alegres e cantando.
2- SAUDAÇÃO- No início da Missa o padre faz uma pequena saudação, cumprimentando os participantes.
3- ATO PENITENCIAL- Para participar da Celebração devemos estar com o coração bem limpo, sem nenhum pecado; por isso pedimos perdão a Deus. Escreva um pequeno ato de arrependimento: _________________________________________________________________________________
4- Sabemos que Deus sempre nos perdoa. Nós o louvamos cantando ou rezando o GLÓRIA.
5- LEITURAS- Até agora Deus nos ouviu. È a nossa hora de ouvi-lO contemplando as três leituras apresentadas pela igreja a cada missa ou celebração da palavra.
6- HOMILÍA - Onde o padre explica a mensagem tirada das leituras da Bíblia e a posição mais coerente do cristão frente ao mundo atual.
7- Nós acreditamos nas coisas de Deus, por isso rezamos o CREDO.
8- Na ORAÇÃO DA ASSEMBLÉIA, a comunidade faz os seus agradecimentos e/ou pedidos. Escreva um agradecimento ou pedido à Deus por meio de Jesus Cristo: _____________________________________________________________________________
9- OFERTÓRIO - Está na hora de preparar a mesa para grande banquete. Além do Pão e do Vinho, oferecemos tudo o que somos e temos. Escreva o que você deseja oferecer a Deus: _______________________________________________________________________________
10- Na ORAÇÃO EUCARÍSTICA- O pão e o vinho são transformados no Corpo e Sangue de Jesus Cristo, no momento da consagração.
11- PAI NOSSO- É a oração que ________________ nos ensinou.
12- Na ORAÇÃO PELA IGREJA, pedimos pela unidade e pela paz.
13- SAUDAÇÃO DA PAZ- è a hora de desejar ao irmão a PAZ de Cristo. Escreva a saudação de Paz que dizemos na Missa: ______________________________________________________
14- CORDEIRO DE DEUS- é a oração que nos diz que só Cristo pode perdoar os nossos pecados.
15- COMUNHÃO- é a hora da refeição, onde o próprio Cristo é nosso alimento. Comungando, nós também nós comprometemos com toda a humanidade que sofre e se alegra.
16- AÇÃO DE GRAÇAS- Por causa de tudo que temos e somos nós agradecemos ao Senhor. Escreva uma mensagem de agradecimento.
 ________________________________________________________________________________
17- DESPEDIDA- O padre dá a bênção e se despede. Só que ela não deve terminar aí.Ela deve continuar durante a semana, lembrando- nos do que celebramos.

Lembrete: A Missa começa com a entrada do Celebrante e termina com a bênção final. Quem chega após a 1ª. Leitura não cumpriu o preceito e não deve participar da sagrada Eucaristia.

21º ENCONTRO 28/08/2010

ANO LITÚRGICO

• Ano Litúrgico é o calendário de nossa Igreja, contêm as datas dos acontecimentos da história da salvação, surgiu e se desenvolveu a partir da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.
• Por isso, o centro do ano litúrgico é JESUS CRISTO, no seu mistério pascal da paixão, morte e ressurreição, celebrado pela Igreja, todos os dias na eucaristia. Esse mistério pascal é o coração do ano litúrgico.
• O ano litúrgico é diferente do nosso calendário anual: começa no 1º Domingo do Advento e termina no Domingo da Festa do Cristo Rei (novembro).
• O ano litúrgico se divide em dois grandes ciclos, duas grandes festas: CICLO DO NATAL e CICLO DA PÁSCOA. Entre esses dois ciclos está o TEMPO COMUM.
• Em cada ciclo há 3 momentos: Preparação para a festa principal, Celebração festiva no dia da festa e Prolongamento da festa.
• Para melhor expressarmos os diferentes momentos do ano litúrgico, usamos as cores. Elas estão presentes nas celebrações litúrgicas (missas): no altar e nas vestes do sacerdote, de acordo com o momento celebrado:
BRANCO: Alegria, festa. Usado nos dias de festas e solenidades (Natal, Páscoa, Quinta-feira Santa, Santíssima Trindade, Cristo Rei...) Pode ser substituída por amarelo, bege ou dourado;
VERDE: Esperança. Usado no tempo comum, mantendo viva a esperança da igreja peregrina, que caminha rumo ao reino de Deus;
ROXO: Penitência, espera. Usado na quaresma (tom mais escuro) e no advento (tom mais claro);
VERMELHO: Sangue, fogo. Usado para celebrar o martírio, a morte dos santos da igreja. E na festa de Pentecostes;
RÓSEO: Expectativa, alegria do Senhor que se aproxima. Usado no 3º domingo do advento e no 4º domingo da quaresma;
PRETO: Luto. Usado em missas pelas almas e em sepultamentos.
22º ENCONTRO - 04/09/2010

SETEMBRO- MÊS DA BÍBLIA

A Bíblia é a Palavra de Deus porque através dela, Deus fala às pessoas, às comunidades cristãs.
A Bíblia também é chamada de Sagrada Escritura , Livro Sagrado ou Divina Revelação.
A Bíblia fala da História do Povo que foi escolhido por Deus e nos ajuda a viver conforme seu desejo. É o livro mais vendido e lido do mundo inteiro. Bíblia vem da palavra grega biblion que significa “livro”, “Biblioteca” ou “Coleção de Livros”.

Ela se divide em duas partes:

1-Antigo Testamento (AT), que vai do começo da humanidade (Criação) até a vinda de Jesus Cristo. Contém 46 livros que tratam da história da humanidade e da doutrina do Povo de Deus.

LIVROS DO AT: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio, Josué, Juízes, Rute, Samuel 1e 2, Reis 1e 2, Crônicas 1 e 2, Esdras, Neemias, Jô, Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cântico, Sabedoria, Eclesiástico, Tobias, Judite, Ester, Macabeus 1 e 2, Isaias, Jeremias, Lamentações, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

2-Novo Testamento (NT), contém 27 livros que narram a vida e os ensinamentos de Jesus e dos apóstolos e a história dos primeiros 60 anos da Igreja.

LIVROS DO NT: Os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, Atos dos Apóstolos, Tiago, Pedro 1e 2, João 1, 2 e 3, Judas, Romanos, Coríntios 1 e 2, Gálatas, Efésios, Filipenses,Colossenses, Tessalonicenses 1 e 2, Timóteo, Tito, Filemon, Hebreus e Apocalipse.

Ao todo são 73 livros, divididos em capítulos (número impresso grande) e versículos (números pequenos no meio das frases). Cada livro da Bíblia está divido em capítulos e cada capítulo em versículos. Assim sendo, as citações da Bíblia são apresentadas da seguinte maneira: Título do Livro seguido do Capítulo ou dos Versículos. As citações bíblicas são indicadas de forma abreviada.
Ex.:I Cor 4,6-13 significa primeira carta de São Paulo aos Coríntios, capítulo 4,versículos de 6 a 13.

Complete:

1-A Bíblia divide-se em duas grandes partes. São elas:
_____________________________________

2- O Antigo Testamento tem _____ Livros e o Novo Testamento tem _____ Livros

3- Encontre estas citações na Bíblia. Tire um versículo que mais lhe chamou a atenção.
Lc 8,4-8
At 8, 9-25
Mc 12,41-44

23º ENCONTRO 11/09/2010

"Quem foram os autores dos livros da Bíblia?"

Além dos autores humanos, a Bíblia foi essencialmente escrita por Deus. 2 Timóteo 3,16 nos diz que a Bíblia foi "inspirada" por Deus. Deus supervisionou os autores humanos da Bíblia de tal forma que, enquanto cada um usou o seu próprio estilo de escrever e personalidade, eles ainda registraram exatamente o que Deus queria que dissessem. A Bíblia não foi ditada por Deus, mas foi perfeitamente guiada e completamente inspirada por Ele.
Humanamente falando, a Bíblia foi escrita por aproximadamente 40 homens de diversos estilos de vida diferentes, durante um período de 1500 anos. Isaías era um profeta, Esdras era um sacerdote, Mateus um coletor de impostos, João era um pescador, Paulo era um fabricante de tendas, Moisés era um pastor. Apesar de ter sido escrita por autores diferentes durante 15 séculos, a Bíblia não se contradiz e não contém erros. Todos os autores apresentam perspectivas diferentes, mas todos proclamam o mesmo Deus único e verdadeiro, e o mesmo único caminho para salvação – Jesus Cristo (João 14,6; Atos 4,12). Poucos dos livros da Bíblia nomeiam especificamente o seu autor. Veja a seguir uma lista dos livros da Bíblia com o nome de quem os estudiosos acreditam ter sido o autor humano, assim como a data aproximada de quando cada um foi escrito.

Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio = Moisés – 1400 A.C.
Josué = Josué – 1350 A.C.
Juízes, Rute, 1 Samuel, 2 Samuel = Samuel / Natã / Gade – 1000 – 900 A.C.
1 Reis, 2 Reis = Jeremias – 600 A.C.
1 Crônicas, 2 Crônicas, Esdras, Neemias = Esdras – 450 A.C.
Ester = Mardoqueu – 400 A.C.
Jó = Moisés – 1400 A.C.
Salmos = vários autores diferentes, grande parte foi escrita por Davi – 1000 – 400 A.C.
Provérbios, Eclesiastes, Cânticos = Salomão – 900 A.C.
Isaías = Isaías – 700 A.C.
Jeremias, Lamentações = Jeremias – 600 A.C.
Ezequiel = Ezequiel – 550 A.C.
Daniel = Daniel - 550 A.C.
Oséias = Oséias – 750 A.C.
Joel = Joel – 850 A.C.
Amós = Amós – 750 A.C.
Obadias = Obadias – 600 A.C.
Jonas = Jonas – 700 A.C.
Miquéias = Miquéias – 700 A.C.
Naum = Naum – 650 A.C.
Habacuque = Habacuque – 600 A.C.
Sofonias = Sofonias – 650 A.C.
Ageu = Ageu – 520 A.C.
Zacarias = Zacarias – 500 A.C.
Malaquias = Malaquias – 430 A.C.
Mateus = Mateus – 55 D.C.
Marcos = João Marcos – 50 D.C.
Lucas = Lucas – 60 D.C.
João = João 90 D.C.
Atos = Lucas – 65 D.C.
Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1 Tessalonicenses,
2 Tessalonicenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito, Filemom = Paulo, 50-70 D.C.
Hebreus = Desconhecido, talvez Paulo, Lucas, Barnabás ou Apolo – 65 D.C.
Tiago = Tiago – 45 D.C.
1 Pedro, 2 Pedro = Pedro – 60 D.C
1 João, 2 João, 3 João = João - 90 D.C.
Judas = Judas – 60 D.C.
Apocalipse = João – 90 D.C.

Os Livros da Bíblia                    
(abreviações)

ANTIGO TESTAMENTO                                               
Gênesis .................. ............... Gn
Êxodo .................... .............. Ex
Levítico .................. ............... Lv
Números ................ ............. Nm
Deuteronômio ........ .............. Dt
Josué .................... ............... Js
Juízes .................... ............... Jz
Rute ...................... ............... Rt
I e II Samuel ......... ... 1Sm, 2Sm
I e II Reis .............. ..... 1Rs, 2Rs
I e II Crônicas ........ ...... 1Cr, 2Cr
Esdras ................... ............. Esd
Neemias ................ .............. Ne
Tobias ................... .............. Tb
Judite .................... ............... Jt
Ester ..................... ............. Est
I e II Macabeus ...... .... 1Mc, 2Mc
Jó ......................... ............... Jó
Salmos .................. ............... Sl
Provérbios ............. ............... Pr
Eclesiastes ............. .............. Ecl
Cântico dos Cânticos ............... Ct
Sabedoria .............. .............. Sb
Eclesiástico ............ ............ Eclo
Isaías .................... ............... Is
Jeremias ................ ............... Jr
Lamentações .......... ............. Lm
Baruc .................... ............... Br
Ezequiel ................. ............... Ez
Daniel .................... .............. Dn
Oséias ................... .............. Os
Joel ....................... ................ Jl
Amós ..................... ............... Am
Abdias ................... ................ Ab
Jonas .................... ................ Jn
Miquéias ................. ............... Mq
Naum .................... ................ Na
Habacuc ................ .............. Hab
Sofonias ................ ................. Sf
Ageu ..................... ................ Ag
Zacarias ................. ................ Zc
Malaquias .............. ................ Ml

NOVO TESTAMENTO

Mateus .................. ................ Mt
Marcos .................. ................ Mc
Lucas .................... ................. Lc
João ...................... ................. Jo
Atos dos Apóstolos . ................. At
Romanos ............... ............... Rm
I e II Coríntios ....... .... 1Cor, 2Cor
Gálatas .................. ................. Gl
Efésios .................. ................. Ef
Filipenses ............... ................. Fl
Colossenses ........... ................. Cl
I e II Tessalonicenses ... 1Ts, 2Ts
I e II Timóteo ........ ..... 1Tm, 2Tm
Tito ....................... ................. Tt
Filemon ................. ............... Fm
Hebreus ................. ................ Hb
Tiago ..................... ................ Tg
I e II Pedro ............ ....... 1Pd, 2Pd
I, II e III João ........ 1Jo, 2Jo, 3Jo
Judas .................... ................ Jd
Apocalipse ............. ................ Ap

24º ENCONTRO 18/09/2010

Abraão – Homem de fé

Abraão era uma pessoa boa. Ele acreditava em Deus e fazia a sua vontade.
Ele atendeu o chamado de Deus e enfrentou todas as dificuldades sem medo.
A história de Abraão esta diretamente ligada à humanidade. Com Abraão começa a nascer um povo que tem a missão de mostrar Deus para todas as Nações da Terra. Isso mostra que Deus está preocupado com a vida de todo mundo.
Abraão nos diz:
Deus quer vida para todos;
Deus é o Senhor da nossa vida;
Deus nos ama com amor infinito;
Deus quer que nos amemos uns aos outros, pois somos irmãos, filho do mesmo Pai, Criador de todas as coisas.

Atividades:

1 - A história de Abraão está na Bíblia, no livro de Gênesis.
Vamos conhecê-la  mais detalhadamente?

Ler Gn: 12.

. a - Qual foi a benção que Deus deu para Abraão?

____________________________________________________________________

 b - Qual é o nome da esposa de Abraão? ___________________________________
Ler Gn 16.

a- Não podendo ter filhos, o que disse Sarai a Abraão?
_________________________________________________________________

b - Qual é o nome da escrava que deu a luz de um filho de Abraão? Qual foi o nome dado ao menino? ______________________________________________________________

 _______________________________________________________________

 25º ENCONTRO- 25/09/2010

ALIANÇA: acordo, união, compromisso.

A criação do Pai é perfeita e maravilhosa, incluindo o próprio homem que somos nós. O contato íntimo entre Pai e Filho faz parte do plano de aperfeiçoamento do homem interior, e que apesar do seu afastamento de Deus, o homem jamais foi abandonado pelo Pai porque o Pai o ama. Deus fez diversas alianças com os homens com o objetivo de reconduzi-los ao caminho de salvação e santificação plena.

No principio Deus criou o céu e terra … Criou também o homem e a mulher, segundo a sua imagem e semelhança … Incluindo também aqui as virtudes Divinas invisíveis aos olhos, o raciocínio, a consciência, a inteligência, a liberdade, a capacidade de amar etc… Que são os Dons “presentes” mais preciosos de Deus para nós.
Deus olhou para a sua obra e viu que tudo era bom.
Aos olhos de Deus não havia defeito nenhum naquilo que havia sido criado, apesar de muitas vezes os homens criticarem a obra Divina, colocando defeito nas criações e culpando o Criador pelos seus próprios pecados.

Semelhante não significa pronto e muito menos igual.

Gn 3, 8,11 - A fim de atingir seus objetivos, O Pai mantinha um contato intimo com Adão no paraíso, o qual transmitia diretamente ao seu filho tudo aquilo que era necessário, diariamente transmitia seu amor e seus ensinamentos pois estava sempre presente.

Que criança não se esconderia logo após ter cometido uma arte ?

Apesar deste contato intimo com o Pai, o homem caiu no pecado, mas ao invés de se arrepender e pedir seu perdão preferiu se afastar e se esconder entre as árvores, criando assim o principal problema de relacionamento entre duas pessoas, que seria, a distância.
A partir do primeiro pecado, rompeu-se este relacionamento, e com a distância do Pai, tornou este caminho mais longo e os planos de santificação mais complicados, pois o homem preferiu se esconder e se afastar do Pai, ao invés da reconciliação. Criando assim um muro, um abismo, uma barreira entre Deus e sua criação. Tornou-se necessário a adoção de leis e regras, para que o homem continuasse o seu caminho de conhecimento e crescimento na presença de Deus.
Podemos então dizer que a partir deste momento começou a nossa verdadeira história, a caminhada rumo ao nosso grande objetivo que é; Ser Santo como o Pai é Santo, ou seja, ser realmente semelhante ao Pai em toda sua plenitude, pois até então éramos apenas uma simples imagem.
Deus com todo amor do seu coração fez de tudo para conduzir o homem no caminho certo, mostrou a sua vontade, ofereceu seu perdão, mas o pecado levava o homem cada vez mais para longe da presença do Pai.
Quando Deus viu que o mal continuava seduzindo cada vez mais o coração humano, já quando tudoparecia perdido, Deus decidiu acabar com toda aquela criação, que um dia tinha declarado ser BOA, Porém, viu que ainda existia pelo menos um homem fiel na face da terra.
E por este motivo a sua criação não estaria totalmente perdida.

1. Aliança com Noé;

Na primeira aliança de Deus com o homem. Pai prometeu jamais destruir a sua criação.
Noé deveria, com seu exemplo, guiar toda sua descendência nos caminhos de Deus. Para que ele não se esquecesse desta ALIANÇA, Deus colocou o arco íris nas nuvens como SINAL permanente para todas as gerações futuras.
Apesar de Noé ter sido um homem fiel, e do dilúvio ter lavado o pecado que contaminava a face da terra, as gerações seguintes continuaram a se afastar do caminho SANTO, e o mal continuava se multiplicando entre os homens.
Deus decide então separar seu povo do meio deste pecado.

2. Aliança com Abraão;

Ele, um homem fiel, deveria ser o PAI de uma grande nação de propriedade exclusiva de Deus, que seria conduzida e guiada pela lei de Deus e se multiplicaria como as estrelas do céu.Deus diz a Abraão, sai da tua casa e tua terra e vai para o lugar onde Eu te indicar, e te darei tudo aquilo que seus olhos puderem ver.Nesta Segunda aliança, Deus promete dar para os filhos desta nação, todos os seus dons e uma vida prospera numa terra maravilhosa que mana leite e mel.
Este povo seria um testemunho para todos os povos da terra de vida plena na presença de Deus.
As promessas do Pai não foram o suficiente para mantê-los totalmente fieis a Deus e porque continuaram no pecado acabaram sendo escravos por 400 anos no Egito.

3. Aliança com Moises;

Chamando Moisés para Libertar e liderar o povo escolhido, reconduzindo-os àquela terra maravilhosa com uma nova lei que serviria como luz para guiá-los, passo a passo rumo ao caminho certo, à santificação e à salvação.
Moises e os Dez Mandamentos:
Tudo isso foi realizado com Deus seguindo á frente de seu povo, guiando e realizando grandes sinais e milagres, para que ficasse bem claro que só existe um Deus neste mundo e que está acima de todos os outros deuses criados pelas mãos humanas, por este motivo deveriam aprender que somente seguindo estes mandamentos estariam no caminho da salvação e da vida eterna.
A Ação de Moises termina com o povo entrando para a terra prometida e recebendo das mãos de Deus todas as promessas de sua aliança totalmente cumpridas, Daqueles que saíram do Egito, apenas Josué entrou na terra prometida e pode escrever como testemunho para todas as gerações que realmente, nenhuma das boas palavras do Senhor havia falhado.

27º ENCONTRO 09/10/2010

O ESPÍRITO DA VERDADE

Já sabemos que Deus é UNO, ou seja; um só Deus. No entanto, este Deus está em três pessoas. Isto parece difícil ou até mesmo sem explicação. Mas vamos de forma bem simples procurar entender isto. Aliás, certo dia Cristo agradeceu por as pessoas simples entenderem tão bem as coisas importantes de Deus (Lucas 10, 21).

É a partir da busca que vamos descobrir as grandezas da Trindade de Deus, o Criador de todas as coisas, principalmente do ser humano.

Deus, sabendo das dificuldades de ser reconhecido como “DEUS”, enviou Jesus Cristo, o filho de Deus, e o próprio Cristo nos fala diversas vezes do Espírito Santo, a terceira pessoa da Santíssima Trindade.

Sabemos que este Espírito já existia mesmo antes de Cristo vir ao mundo (Isaías11, 1-4).

O próprio Cristo nos avisou que ele não nos deixaria órfãos, mas que o Espírito Santo, o Espírito da verdade estaria sempre em nosso meio. Ele faz questão de nos explicar como acontecerá a ação do Espírito Santo em nossas vidas, o Espírito da verdade, o grande consolador é que vai sustentar e fortalecer nossa fé (João15, 5-15).

Os dons do Espírito Santo

A presença do Espírito Santo nas pessoas e na comunidade eclesial se torna perceptível principalmente através de seus dons e carismas, concedidos a todos e a cada um para a unidade da Igreja (Ef 4,1-7). Essa variedade de dons é resumida pela Igreja na doutrina dos sete dons: Sabedoria, entendimento, ciência, conselho, piedade, fortaleza e temor de Deus.

O Dom da Sabedoria: Fortalece nossa caridade e preparando-nos, desde já, para a visão plena de Deus, conferindo-lhe um conhecimento eminente. O sábio, segundo Deus, não é aquele que sabe coisas sobre Deus, mas que vive Deus. Não é o que simplesmente fala de Deus, mas quem o contempla. A sabedoria traz o gosto de Deus e de sua palavra, permitindo-nos avaliar corretamente as realidades terrenas.

O Dom do Entendimento: Torna a nossa fé luz segura e sólida para o nosso caminho. Mediante este Dom, o Espírito Santo nos permite perscrutar as profundezas de Deus, comunicando ao nosso coração uma particular participação no conhecimento divino, nos segredos do mundo e na intimidade do próprio Deus.

O Dom da ciência: Nos permite um juízo reto sobre as criaturas, não colocando nelas a felicidade perfeita, nem o fim absoluto de tudo o que somos e temos. Faz com que o ser humano entenda que a aparência deste mundo é passageira. O dom da ciência orienta-nos para Deus, desapegando-nos das criaturas.

O Dom do Conselho: Nos é dado para sanar a nossa natural precipitação ao dar uma resposta a um problema concreto que nos angustia, a uma escolha que devemos fazer. Quem acolhe este "conselho" sente-se em paz, sereno, readquire força e esperança. Também compreende que todos temos fraquezas e, portanto, devemos olhar-nos com olhos de compaixão.

O Dom da Piedade: Nasce de um Deus piedoso, bondoso e cheio de misericórdia para com os que erram. Nosso Deus é deus da aliança e do perdão. Se Deus vive a sua aliança com o homem de maneira tão envolvente, o homem por sua vez sente-se também convidado a ser piedoso com todos.

O Dom da Fortaleza: Nos torna corajosos para enfrentarmos as dificuldades da vida cristã. Torna forte e heróica a fé. Lembremos a coragem dos mártires. Dá-nos perseverança e firmeza nas decisões. A fortaleza manifesta-se também na esperança. Afirma o profeta Isaías: "Os que esperam em Jahweh renovam suas forças, criam asas como águias, correm e não se fadigam, andam e não se cansam" (Is 40,31). Todos nós precisamos da força do Espírito Santo.

O Dom do temor de Deus: Tratando-se de um Dom do Espírito Santo, não deve confundir-se com o medo de Deus. Este Dom nos mantém no devido respeito diante de Deus e na submissão a sua vontade, afastando-nos de tudo o que lhe possa desagradar. A confiança no Senhor constitui a terceira característica do temor de Deus.

Responda: O que o Espírito Santo pode provocar em nossas mentes, em nossas atitudes e em nossa missão de cristãos?

28º ENCONTRO 23/10/2010

 Os frutos do Espírito Santo (Mt 21, 17-20 / Jo 15, 1).

Lembremo-nos de um recado de São Paulo: "Dai de graça o que de graça recebestes."
Todo dom não é mérito da pessoa, mas do Espírito Santo. Todo dom deve ser colocado a serviço da comunidade. Toda pessoa recebe do Espírito Santo algum dom.

Assim como a figueira e como a videira, o crismando deve produzir frutos e bons frutos, pois como diz Jesus em Mt 7, 20 "pelos seus frutos o conhecereis", o crismando deve fazer as boas obras, com o Espírito de Deus, e não com segundas intenções. Portanto, não somente as nossas obras devem ser BOAS, mas também as nossas intenções.

Assim como o Adubo colocado aos pés de uma árvore o faz (ou não) produzir frutos, a graça de Deus derramada nos corações dos crismandos faz produzir bons frutos. Porém, é necessário que o crismando se predisponha a receber este adubo, que é a graça de Deus, porque depende unicamente do homem, já que a graça de Deus é dada gratuitamente àquele que pedir e fizer por merecer.

Quais são os frutos do Espírito Santo? Para falar dos frutos do Espírito Santo é preciso antes falar dos frutos da carne. São eles: Fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdia, partidos, invejas, bebedeiras, orgias.

Mas é pelo poder do Espírito Santo que os filhos de Deus podem dar fruto. Aquele que nos enxertou na verdadeira vida nos fará produzir “o fruto do Espírito que é amor, alegria, paz, longaminidade, benignidade, fidelidade, mansidão, autodomínio”(Gl 5,22-23). Os frutos do Espírito são perfeições que o Santo Espírito forma em nós.

Os Carismas do Espírito Santo

Além dos sete dons, o Espírito Santo, dá outros dons espirituais chamados de carismas. São dados gratuitamente pelo Espírito Santo, no momento oportuno.
Os carismas não são dados apenas para crescimento individual, mas para crescimento da comunidade. Assim, há o dom de ensinar, o dom do ministério, o dom da exortação, o dom de presidir etc.
Todos esses dons devem ser manifestados com simplicidade e humildade. (1Cor 2, 4-11).
Sempre que o Espírito Santo concede um carisma a uma pessoa, Ele visa um fim: O de edificar a Igreja de modo, que todos que a ela se congregue possam usufruir desse carisma.
Dom da Fé: A fé é o dom que recebemos no batismo. Ele vai acrescentando em nós, a ponto de se tornar uma fé operativa. Tudo isso depende de estarmos no Espírito Santo e permanecermos Nele.
Dom da Cura: Não somos nós que curamos; é Jesus. Cheio do Espírito Santo, Jesus saiu por todas as partes curando. Da mesma forma, o Espírito quer se manifestar em nós - que somos membros do Corpo de Cristo; as mãos, os pés do Corpo Místico de Cristo -, levando cura àqueles que dela precisam. Se o Senhor não tem feito curas, milagres, prodígios e sinais no meio do seu povo, é porque o povo não tem acreditado no dom da cura e no dom da fé.
Dom da Profecia:. Às vezes, temos uma noção errada a respeito da profecia. Pensamos que se trata de adivinhar o futuro. Nada disso: profeta é aquele que fala em nome de Deus, ou melhor, é um instrumento que Deus precisa. Profecia, ou palavra de profecia é justamente a palavra que Deus expressa por intermédio de alguém. Nada a ver com adivinhar o futuro.
Dom de Milagres: Ligado à cura está o dom dos milagres. Certas curas são verdadeiros milagres. O processo de cura é demorado, mas o milagre é imediato. Além dos milagres no campo da cura, há muitos milagres que o Senhor faz em muitos outros campos da nossa vida. Pela fé carismática, começamos a perceber os milagres acontecendo nas nossas vidas, nos nossos grupos, em nossas comunidades. O que nunca se esperava acontece, o impossível acontece.
Dom do Discernimento: O inimigo age sorrateiramente. Para distinguir sua ação em nosso ambiente, o único meio é o Espírito Santo; ninguém tem por si discernimento.

 29º ENCONTRO: 30/10/2010


RITOS DO SACRAMENTO DA CRISMA OU CONFIRMAÇÃO

-RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS BATISMAIS
Terminada a homilia, o Bispo senta-se de mitra e báculo e interroga os confirmandos; estes de pé, respondem conjuntamente.
Bispo: Renunciais a Satanás, a todas as suas obras e a todas as suas seduções?
Confirmandos: Sim, renuncio.
Bispo: Credes em Deus Pai todo poderoso, criador do céu e da terra?
Confirmandos: Sim, creio.
Bispo: Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e está à direita do Pai?
Confirmandos: Sim, creio.
Bispo: Credes no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e que hoje, pelo sacramento da Confirmação, de modo singular vos é comunicado, como aos Apóstolos no dia do Pentecostes?
Confirmandos: Sim, creio.
Bispo: Credes na santa Igreja católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna?
Confirmandos: Sim, creio.
O Bispo faz sua esta profissão, proclamando a fé da Igreja: Esta é a nossa fé. Esta é a fé da Igreja, que nos gloriamos de professar em Jesus Cristo, Nosso Senhor.
E a asssembleia dos fiéis responde: Amém

 -IMPOSIÇÃO DAS MÃOS
Em seguida, o Bispo depõe o báculo e a mitra e (tendo junto de si os presbíteros que se lhe associam), de pé e de mãos juntas, voltado para o povo, diz:
OREMOS irmãos, a Deus Pai todo poderoso, para que, sobre estes seus filhos adotivos, que pelo Batismo já renasceram para a vida eterna, derrame agora o Espírito Santo, que os fortaleça com a abundância dos seus dons e, pela sua unção espiritual, os torne imagem perfeita de Cristo, Filho de Deus.
Todos oram, em silêncio, durante algum tempo. Seguidamente, o Bispo (e os presbíteros que se lhe associam) impõem as mãos sobre todos os confirmandos. O Bispo, sozinho, diz:
Deus todo poderoso, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que, pela água e pelo Espírito Santo, destes uma vida nova a estes vossos servos e os libertastes do pecado, enviai sobre eles o Espírito Santo Paráclito; dai-lhes, Senhor, o espírito de sabedoria e de inteligência, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de ciência e de piedade, e enchei-os do espírito do vosso temor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
Todos: Amém.

-UNÇÃO COM O ÓLEO DO CRISMA
Neste momento, o Bispo senta-se, recebe a mitra, e um diácono apresenta-lhe o santo Crisma. Os confirmandos aproximam-se um por um do Bispo; ou, se parecer oportuno, o próprio Bispo se aproxima de cada um dos confirmandos. Aquele que apresentou o confirmando, põe a mão direita sobre o ombro do confirmando e diz o nome deste ao Bispo, ou o próprio confirmando diz espontaneamente o seu nome. O Bispo umedece o polegar da mão direita no Crisma e traça o sinal da cruz na fronte do confirmando, dizendo:
(NOME), RECEBE, POR ESTE SINAL, O ESPÍRITO SANTO, O DOM DE DEUS!
E o confirmado responde: Amém.
O Bispo acrescenta: A paz esteja contigo.
Confirmado: Amém

CRONOGRAMA/CRISMA
PREPARAÇÃO E REALIZAÇÃO
PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO DE IGARATINGA
ANO 2010
DIA 20/11/2010: Vigília com todos os crismandos as 17h00min no centro pastoral.
Em seguida haverá uma confraternização. (Os homens contribuirão com refrigerantes e as mulheres com salgados).
DIA 27/11/2010: Estamos esperamos por todos os crismandos as 17h00min no centro pastoral, para fazermos o exame de consciência, nos preparando para a confissão.
DIA 30/11/2010: Momento da confissão, iniciando as 19h00min no centro pastoral. Favor chegar meia hora antes.
DIA 05/12/2010: Missa da crisma, com início as 17h00min, em Limas de Igaratinga.
Haverá ônibus para levar o pessoal saindo da porta da igreja às 15h45min.

ATENÇÃO: Observe os horários e faça o possível e o impossível para não se atrasar.

Que Deus abençoe a todos e que o Espírito Santo
nos ilumine agora e sempre. Amém!

 30º ENCONTRO 13/11/2010

Canto: Tu és minha

Tu és minha vida, outro DEUS não há. Tu és minha estrada a minha verdade. Em tua Palavra eu caminharei, enquanto eu viver e até quando tu quiseres. Já não sentirei temor, pois estás aqui, Tu estás no meio de nós!

Creio em ti, Senhor, vindo de Maria, Filho Eterno e Santo, homem como nós. Tu morreste por amor, vivo estás em nós, Unidade Trina com o Espírito e o Pai. E um dia, eu bem sei, tu retornarás. E abrirás o Reino dos céus.

Tu és minha força, outro DEUS não há. Tu és minha paz, minha liberdade. Nada nesta vida nos separará. Em tuas mãos seguras minha vida guardará. Eu não temerei o mal, tu me livrarás. E no teu perdão, viverei!

Ó Senhor da vida, creio sempre em Ti! Filho Salvador, eu espero em Ti! Santo Espírito de Amor desça sobre nós, Tu, de mil caminhos nos conduzes a uma fé. E por mil estradas onde andarmos nós. Qual semente nos levará.

– Pelos prados-

Pelos prados e Campinas verdejantes eu vou, é o Senhor que me leva a descansar. Junto às fontes de águas puras repousantes eu vou, minhas forças o Senhor vai animar.

Tu és Senhor, o meu Pastor, por isto nada em minha vida faltará. (2)

Nos caminhos mais seguros junto dele eu vou e pra sempre o seu Nome eu honrarei. Se eu encontro mil abismos nos caminhos eu vou, segurança sempre tenho em suas mãos.

Ao banquete em sua casa muito alegre eu vou, um lugar em sua mesa me preparou. Ele unge minha fronte e me faz ser feliz e transborda minha taça em seu Amor.

Com alegria e esperança caminhando eu vou, minha vida está sempre em suas mãos. E na casa do Senhor eu irei habitar e este canto para sempre irei cantar.

 Obrigado Senhor-

Obrigado, Senhor, porque és meu amigo,
Porque sempre comigo tu estás a falar.
No perfume das flores, na harmonia das cores
E no mar que murmura o teu nome a rezar.

Escondido Tu estás no verde das florestas,
Nas aves em festa e no sol a brilhar
Na sombra que abriga, na brisa amiga,
Na fonte que corre ligeira a cantar. (refrão)

Te agradeço ainda porque na alegria
ou na dor de cada dia. Eu posso te encontrar.
Quando a dor me consome, murmuro o teu nome
e mesmo sofrendo, eu posso cantar.

Mensagem final

 Queridos catequizandos;

Chegamos ao final de mais uma etapa importante de nossa
caminhada. Vocês estão renascendo para uma nova vida.
Parabéns pelo SIM ao chamado de Cristo!
Vocês deixaram tudo, durante as tardes de sábado e o seguiram:
Esta foi e continua sendo a atitude dos homens e mulheres de fé.
Lembre-se: Vocês não estão sozinhos, o Espírito do Senhor está  com vocês!

Por vezes é difícil deixar as nossas comodidades para dedicar parte do nosso tempo ao serviço dos outros, quer em família, quer na comunidade ou até mesmo no nosso grupo de amigos.
Mas ninguém pode viver sem os outros.

Como Jesus cada cristão deve dizer:
"Eu vim para servir não para ser servido" (Mc 10,45)
É com as palavras de Jesus que chegamos ao fim de mais uma etapa de nossa caminhada para Deus.
Desejamos a todos um feliz natal, e que para o ano possamos crescer mais em Jesus.

“QUEM SE SALVA LEVA MUITOS CONSIGO.
QUEM SE PERDE ARRASTA OUTROS.
CRISTO JESUS O CHAMA.
VENHA E TRAGA MUITOS COM VOCÊ.
E ASSIM, ENCONTRARÁ  A FELICIDADE DE VIVER
E NASCERÁ EM PAZ PARA A
VERDADEIRA VIDA QUE SE INICIA.”

2 comentários:

SINVAL disse...

Que bom saber que existem muitas pessoas preocupadas a catequese, com a formação dos jovens e com a evangelização. Eu tambem faço parte desse grupos de pessoas.

Marcos Fanaia disse...

Estava procurando um material para adultos da catequese pelos menos uma base e graças a Deus encontrei do jeito que eu estava querendo, fiquei mto feliz com este material rico de informações. Deus abençoe vcs. Paz e Bem!