Que nosso Natal seja repleto de Paz e Luz e que o Ano de 2015 seja muito Abençoado!

Que nosso Natal seja repleto de Paz e Luz e que o Ano de 2015 seja muito Abençoado!

18 de junho de 2012

ENCONTRO DE CATEQUISTAS

Tema Bíblico para este encontro: 
Os Discípulos de Emaus

Aconteceu na manhã de domingo, dia 17/06/2012, na comunidade de Nossa Senhora das Dores em Antunes um Encontro de Espiritualidade para todos os catequistas da Paróquia Santo Antônio de Igaratinga. 


O animador do encontro foi o palestrante Reni, de Pará de Minas, que desenvolve um belo trabalho de formação para catequistas.

Estavam presentes também os seminaristas, Rodrigo, Juliano e Lucas.

Foi uma manhã muito agradável e proveitosa, pois todos participaram com alegria das dinâmicas, dos momentos de reflexão e partilha.
Logo após a recepção, cafezinho, apresentação e oração inicial teve uma dinâmica para descontração e entrosamento do grupo. Foi ótima essa dinâmica onde o apresentador convidou três catequistas para irem até  à frente e deu para cada um deles um papel, onde estava escrito o que o grupo todo deveria fazer. No 1º papel estava escrito "beijo grátis", no 2º "aperto de mão grátis" e no 3º "abraço grátis". Todos se abraçaram, se beijaram e apertaram as mãos uns dos outros. Foi super divertido!

Meditando a Palavra de Deus

Em seguida, foi apresentado o texto Bíblico, Os discípulos de Emaús, com reflexões muito profundas comparando nossa missão catequética com a caminhada dos dois discípulos.
O texto foi meditado baseando-se em três palavras: 


O CAMINHO: Os discípulos percorreram um caminho. Neste caminho eles sentiram medo, solidão, angústia, etc. Em nossa caminhada de catequese acontece o mesmo, quando fraquejamos e deixamos que os obstáculos nos impeçam de anunciar com entusiasmo a Palavra de Deus.

O ENCONTRO: Enquanto iam andando pelo caminho os discípulos encontram com Jesus, mas estavam com o coração tão fechado que não o reconheceram. Nós também temos dificuldade de enxergar Jesus no rosto de cada irmão, porque muitas vezes nos tornamos cegos diante dos mistérios de Deus.

A PALAVRA: Os dois discípulos conversavam pelo caminho. Quando se caminha sozinho, a distancia parece que fica maior, diferente de quando se caminha na companhia de alguém. Durante uma caminhada as pessoas falam sobre diversos assuntos, trocam ideias, colocam as "fofocas" em dia, e o tempo voa. Foi o que aconteceu com aqueles dois discípulos. Eles discutiam sobre o que tinha acontecido com Jesus, e estavam tão distraídos que nem perceberam que falavam daquele que se aproximou e começou a caminhar com eles. A princípio, Jesus não interrompeu a conversa. Só depois de ouvir atentamente o que eles falavam ele perguntou o que eles andavam falando pelo caminho. Em momento algum Ele se apresentou àqueles dois discípulos. Eles O reconheceram quando Ele partiu o pão e disseram: Não ardia nosso coração quando Ele caminhava conosco?
É isso aí. Coração de catequista tem que arder, abrasar, para que possa cumprir a missão com entusiasmo e transmitir o amor  de Cristo através de palavras e atitudes.


Dinâmicas

Houve muitas brincadeiras durante o encontro e algumas destas,  podemos adaptar à catequese tornando mais atraente nossos encontros semanais.  Essas dinâmicas envolvem muitos valores como cooperação, confiança, amizade, solidariedade, etc.

Nesta brincadeira os participantes formam em círculo  observando bem os colegas que estão à direita e à esquerda. O coordenador dita as regras.
Alguém liga o som e todos têm que soltar as mãos e dançar. Quando a música parar, todos param como se fossem estátuas.
Agora todos tem que segurar novamente as mãos dos colegas da direita e da esquerda, sem sair do lugar.
Quando todos conseguem vem a parte mais difícil:  Desenrolar o bolo sem soltar as mãos. 
Ficou quase perfeito!

Em nossa vida diária convivemos com várias pessoas, no trabalho, na escola, onde quer que estejamos, mas quando voltamos pra casa, junto de nossa família, nos sentimos seguros, protegidos, felizes, pois temos confiança naqueles que nos amam de verdade. Confiança é tudo!

Guia de cego

Não pode deixar cair.
Em grupos de cinco pessoas revezando para que todos participem.
Quem está no centro da roda fecha os olhos e amolece o corpo pendendo-se  para todos os lados. Nesta dinâmica podemos perceber a dificuldade que temos de confiar uns nos outros. 

Outra dinâmica legal e de muita responsabilidade para os participantes foi essa: algumas pessoas foram convidadas a irem até à frente e tinham que falar sobre "A Missão Catequética" durante 30 segundos, e o próximo teria que dar continuidade ao assunto.
Foi muito bom!


A caminhada


Assim como os discípulos de Emaús fizeram, nós também percorremos todos juntos um caminho dentro do salão, que foi preparado com muita criatividade, onde havia pontos com símbolos importantíssimos, que nos levavam a refletir a partir de comparações,  nossa missão catequética. Veja algumas imagens:

Pedras e espinhos
Vela acesa
A Bíblia Sagrada
Sandálias em várias direções
 Quadro de Jesus Misericordioso
Imagem de Nossa Senhora
Livros catequéticos

Para finalizar a caminhada, chegamos a um lugar muito especial. Uma sala escura, cheia de luzes decorativas e cadeiras onde os catequistas iam entrando e se acomodando. Quando todos entraram, acenderam-se as luzes e todos foram surpreendidos com um banquete que haviam preparado para os participantes do encontro. Olhe aí: Pão, Mel, Vinho e Ervas amargas.


Muito obrigada Mariane, você é muito gentil, mas eu prefiro o mel!


Momento de partir e repartir o pão 

Convidaram um catequista novato, um que tenha mais tempo na catequese e o mais antigo na catequese para partir o pão. Falando em catequista mais antigo, adivinhe pra quem sobrou essa?
Alguém tire as fotos por favor!


Momentos finais
Agradecimentos 

Ao palestrante Reni.

Ao seminarista Rodrigo que tanto apoia nossa catequese.
(Nesta foto estão a Silésia e a Cristina, que fazem parte da equipe de coordenação da catequese da paróquia S. Antônio).

E às cozinheira, pelo cafezinho e almoço tão deliciosos,  que elas prepararam com tanto amor e dedicação!

Momento de parabenizar a aniversariante do dia
Parabéns minha querida cunhada!

Momento de silêncio 
Hora do almoço! 

Ao Senhor agradecemos, aleluia!
O alimento que teremos, aleluia.




Um comentário:

barral disse...

essa é a Silésia, sempre presente, amiga, cumprin do missão e curtindo, abraços,